sábado, 27 de outubro de 2007

Dia de Saudade

Hoje faz três anos que uma das pessoas que mais amo foi pro céu. Minha vózinha linda, Irene Ducioni Colonetti. Mas foram 93 anos de vida bem vividos: dificuldades superadas, 13 filhos, uma "carrada" de netos e bisnetos. Sempre lúcida, morreu sentadinha quando almoçava. Quero ter uma vida assim igual a ela, claro sem ter os 13 filhos. Já tá dificil até achar o pai para as crianças :p

Em minha memória estão momentos muito legais com ela: conversas no sofá, pãozinho quentinho entregue no muro, volta com as velhinhas do bairro, visitas nas amigas da minha vó, ir na missa, comentário na missa de 80 anos dela, ela roncando na praia e eu não conseguindo dormir, ela fazendo coisinhas que eu gostava de comer, ela acenando na janela, ela perguntando sobre os gatinhos, me dando cinco reais no dia do meu aniversário (afinal de contas ela ganhava só um salário mínimo), ela rindo e dizendo: para de me fazer rir senão vou me mijar. Lembro dela também com meu vô, ela dançando com o meu tio (o preferido dela, e isso ela não escondia não), ela dizendo pra minha mãe: Nilza deixa a magali brincar na rua, ela fica muito em casa. Tantas coisas.

A última vez que vi ela, quando estava viva, foi pela janela me dando tchau e mandando beijo. Durante três meses não consegui olhar pela janela, parecia que faltava algo. E falta. Infelizmente a vida é assim, pessoas importantes vão, e a saudade fica. E fica também a alegria de ter tido ela na minha vida. Te amo vó (ai no céu tem internet?).

Nenhum comentário: