quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Ai é pedra!?

O céu de Criciúma desabou nesta tarde de quinta-feira. Foi Deus que mandou a chuva para aliviar o calor que fazia. A cidade é um forno no verão, a verdade é que no Brasil sempre é assim. Mas não reclamo pois adoro isso. Imagina andar cheia de roupa naquela neve gelada? Não não... prefiro o calor do Brasil.

Trabalho num lugar onde a chuva que cai parece ser maior ainda. As telhas de brasilit ecoam o som. E como chuva de verão é sempre intensa, fico só espiando na janela observando se pode haver a chance de chuva de granizo. Hoje tive a ilusão de ela estar caindo. Ilusão suficiente para fazer com que me levantasse da cadeira e fosse até o carro correndo. Atitude normal de quem quer colocar o carro em um lugar coberto. Mas sair berrando: "Meu carro tá na rua e tá chovendo pedra! Me ferrei!"; Convenhamos, foi um King Kong. Ainda mais no corredor da diretoria. Ainda bem que o Brasil está ainda no ritmo dos feriadões e a diretoria também.

Da próxima vez vou ser menos aguniada. Porque os grandes erros cometemos no impulso, e na incerteza. Claro que existem pessoas que conseguem cometer grandes acertos nessas horas. Mas não foi meu caso.

Mais uma história para contar...

OBS.: o carro saiu ileso da história.

Um comentário:

Kellen Rodrigues disse...

já que tu convidou, cá estou olhando rsrs
ó pra te consolar, tu não tá louca não.. eu vi granizo, vi sim!
realmente caiu hehe

bj