quinta-feira, 13 de março de 2008

Música de quinta: Why Georgia - John Mayer

Um dia peguei um DVD cheio de mp3 para passar para o meu PC. Nele tinha um cara chamado John Mayer. Pensei: vou ouvir o som desse cara, se for ruim deleto a pasta. Mas que nada, só fiz foi aumentar o número de músicas que tinham nela. Quem me conhece sabe: adoro voz rouca. E ele tem isso. Sem falar que suas músicas são boas de ouvir e suas letras tem todo um ar de paixão, dor de cotovelo, vida, esperança... um romantismo só.

Ele aprendeu a tocar guitarra após receber uma fita de Steve Ray Vaughan, aos 13 anos. Dois anos depois já fazia shows em bares e era o menino prodígio da música. Com 19 entrou em uma escola de música mas saiu dela para poder fazer shows e realmente colocar em prática o fazer música. Em 1998 foi para Atlanta. Lá conquistou uma legião de fãs e ficou conhecido entre músicos e compositores.

Seu primeiro disco foi lançado em 1999, o Inside Wants Out. Ele foi considerado cult e chegou a ser vendido por 50 dólares. Mayer ficou conhecido na mídia local e ganhu muitos elogios. O segundo disco, depois de gravadoras e selos o procurarem para um contrato, foi Room For Squares e vendeu 3 milhões de cópias no mundo. John trocou os bares por locais que cabiam 10 mil pessoas. A música "Your Body Is Wonderland". que faz parte desse albúm, rendeu ao músico o Grammy 2003 de Melhor Performance Masculina

Em 2002 foi a vez de lançar o album Any Given Thrusday. Mais uma vez elogios e prêmios para esse material gravado ao vivo. Em 2003 ele retornou mais maduro no disco Heavier Things. Voltou a parada de sucesso e mais uma vez ganhou um prêmio: o Grammy 2005 pela canção "Daughters" como Best Male Pop Vocal Performance.

Enfim, ele é um sucesso. Confiram a música que separei para vocês. Confesso que fiquei numa dúvida cruel para definir qual som dele colocar aqui.




Why Georgia (tradução)


Estou dirigindo a mais de 130 num tipo de manhã que dura a tarde inteira
Meio que preso na melancolia
Mais 4 saídas para o meu apartamento mas estou tentado a manter o carro rodando
E deixar tudo pra trás

E eu quebro a cabeça às vezes pensando
Sobre o resultado
De uma vida ainda sem resultados

Será que estou vivendo direito?
Será que estou vivendo direito?
Será que estou vivendo direito?
Porque, porque Georgia, porque?

Aluguei um quarto e preenchi os espaços com madeira pra ficar com cara de lar
Mas tudo que sinto é solidão
Pode ser uma crise de 1/4 de idade, ou só uma aflição na minha alma

De qualquer forma eu quebro a cabeça às vezes pensando
Sobre o resultado
De uma vida ainda sem resultados

Será que estou vivendo direito?
Será que estou vivendo direito?
Será que estou vivendo direito?
Porque, porque Georgia, porque?

E daí se eu tenho um sorriso estampado?
Ele esconde superstições silenciosas na minha cabeça
Não acredite em mim, não acredite em mim
Quando digo que tenho tudo sob controle

Todos não passam de estranhos mas
Esse é o perigo de seguir meu próprio caminho
Acho que esse é o preço que tenho que pagar
Ainda assim, "tudo acontece por um motivo" não é motivo pra não me perguntar

Se eu estou vivendo direito
Será que estou vivendo direito?
Será que estou vivendo direito?
Porque, porque Georgia, porque?

Nenhum comentário: