sábado, 13 de junho de 2009

Sonhei com Robert Pattinson

Dia dos namorados somado a leitura de um livro inédito, onde Edward Cullen narra sua versão do primeiro livro da saga vampiresca Crepúsculo, é igual a: sonhei com o Robert Pattinson. Ler Midnight Sun, a versão do apaixonado vampiro, fez o vício por Crepúsculo voltar. Sim, confesso meu vício mais uma vez. Já li os quatro livros publicados e também já vi o filme umas 12 vezes (não é exagero não).

Em tempo quero dizer que o livro não foi finalizado. Stephenie Meyer ficou super irritada porque ele foi parar na internet sem nem estar pronto. Ela ainda aconselha os fãs a não lerem o livro que seria o último da sequência. Diz ela que a tradução feita está muito bagunçada.

Sobre o sonho... nada erótico. O máximo foi uma amizade colorida, melhor que nada não é? Na minha imaginação Robert estava no Brasil hospedado na minha casa. E melhor, deitadinho no sofá da sala. Depois de passear por alguns lugares, lá estavam eu e ele conversando abraçados. Conversa vai conversa vem eu largo:

- Quem diria eu estar abraçada com o cara mais sexy do mundo?
- A votação ainda não terminou. E fulano
(ele falou um nome que não lembro) está tentando atrapalhar.
- Quem?
- Fulano
(eu não lembro o nome que ele disse, mas era gringo)

Nessa hora pensei: que íntima dos gatos do cinema estou an? Continuei a conversa:

- É mas você está podendo menino. Não sei como ninguém te descobriu aqui ainda. (estilo o filme Um Lugar Chamado Nothing Hill, lembram?)
- É isso até assusta. Essa fama toda, espero não esquecer quem eu sou. Mas um dia as coisas vão dar certo para ti também.
- Tomara.
- O que tu mais quer Maga?
- Trabalhar com TV. Fazer um programa legal, produzir, falar sobre comportamento, pessoas, sociedade, comunidades carentes coisas do tipo... ai quero isso. Quero tanto.
- Vai dar certo, você vai ver.

Então aparece mamãe com biscoitinhos. Pegamos alguns e continuamos a conversar. E o sonho finaliza mais ou menos assim:

- Quando você vai embora?
- Não sei ainda.
- Quer sair ou ficar por aqui?
- Ficamos por aqui.

E ficamos mesmo, mamãe sai do sonho e me liga acabando com todo o momento fofo.

Quando criança sonhar com famoso era o que eu mais fazia. Mas fora sonhar com o gatíssimo, a mensagem do sonho foi a mais importante. Um dia tudo vai dar certo. Assim seja.

Crepúsculo continua, os fãs deram um jeitinho.

Depois de Amanhecer, vem Sol Ardente e Meio-dia Avermelhado. Nenhuma dessas estórias foram escritas por Stephenie Meyer e sim por fãs da saga. O primeiro narra a adolescência de Renesmee Cullen, filha de Bella e Edward. Ser meio humana e meio vampira não é nada fácil. A autora dessa continuação é a americana Fire, aclamada pelos fãs.

Meio-dia avermelhado tem como personagem principal Jacob Black. Em crônicas ele conta sua jornada mística para defender seu povo, sua família, sua amada e seus inimigos de um ser que nem os vampíros poderiam deter. Escrita por Lady Sybilla.

Quem faz a tradução e publica essas continuações é o site Foforks. Aproveite e leia também.

2 comentários:

PutzGraça!!! disse...

Esse papinho da Stephenie Meyer de que o livro foi parar na internet é manjado. Livro não é câmera digital com foto de sacanagem. Essas sim, vão parar lá por descuido(?). Ô Magalices, quer apostar que é golpe publicitário da sacana da Stephenie Meyer??? A gente não ia ler o livro, agora mesmo é que não vamos. Pronto. Mogoemo. Rá!

Magalices disse...

Olha até por ser jogada, mas o livro só vai até o capítulo 12. Isso é judiação!!!! hehehehe