quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Música de quinta: A seta e o alvo - Paulinho Moska

Você já deve ter notado que a música brasileira está cada vez mais cheia de divas. As mulheres estão bombando no cenário musical. Novos nomes e de qualidade surgem sempre. Vanessa da Mata e Céu são dois exemplos. Só que não podemos esquecer dos meninos, e Paulinho Moska é um deles. Carioca cantor e compositor de MPB. Depois de assistir muitos shows escondidos em uma boate no Morro do Pão de Açúcar que seu pai administrava. Aos 13 anos começou a tocar violão e resolveu sair de baixo da mesa com a intenção de estar em cima do palco assim como eles. Mas antes disso, compos muita música, fez teatro, cinema, participou de grupos e em 92 partiu para a carreira solo. Em 93 surgiu com um CD de rock "Vontade". Não gostou muito do rótulo de roqueiro e em 95 lançou o "Pensar É Fazer Música", um namoro entre pop e MPB. O terceiro disco, chamado "Contrasenso", continuou na mesma linda. Depois veio o ao vivo "Disco ao vivo é o retrato de uma grande festa que continua na nossa casa". E a aventura em busca de algo novo em seguida. Em parceria com Marcos Suzano (ritmo) e Sacha Amback (samplers e interferências) foi lançado em 99 o "Móbile". A mistura da música tradicional e o eletrônica apareceu "Eu falso da minha vida o que eu quiser". O último CD foi lançado em 2003, "Tudo novo de novo". E a música de hoje faz parte desse álbum.





Mais informações no site oficial do cantor.

Um comentário:

May disse...

Essa música é boaa! bjo pra ti