sábado, 26 de setembro de 2009

Dos 26 aos 27 anos

Hoje é o último dia desses meus 26 anos. Um novo ano inicia à partir da meia noite. Dizem que os aniversários são isso: uma chance de recomeçar. Esse ano, o dos meus 26, foi de total recomeço. Foi de mudanças, e ótimas mudanças. Talvez o ano mais marcante da minha vida? Não sei. Mas foi o ano que comecei a ouvir o que minha intuição dizia. E olha que ela fala, e muito.

Os planos surgiram logo depois do meu aniversário. A mudança de cidade era a meta e assim aconteceu. Vim morar em Florianópolis, vim tentar o jornalismo e continuo tentando. Não está fácil mas posso dizer bem alto e para todos ouvirem: sou muito feliz. Talvez eu poderia ter sido mais paciente. Mudar de cidade, de emprego e buscar uma colocação em uma área que você ainda não é conhecida em tempos de crise é meio arriscado. Só que tudo acontece como deve ser, e essa era a hora. Com a mudança veio a saudade, a necessidade de adaptação, novas pessoas e novos recomeços. Permiti que a vida fosse vivida. Deixei medos, vivi ansiedades, sonhos e realidades. Comecei a olhar melhor para quem sou, para tudo ao meu redor e compreendi que sou ansiosa demais. Fui obrigada a exercer minha paciência. Um exercício diário, uma espera e uma busca. Só que as coisas acontecem quando devem acontecer. Aprendi a viver? Não sei. Mas acho que dei um grande passo. Arrisquei, lutei e luto. Não estou mais sonhando parada no lugar. Estou fazendo acontecer. Mesmo sabendo que as coisas acontecem... bem você sabe.

Os medos ainda existem e sempre existirão. Eu sabia que não seria nada fácil. Mas tenho amigos, familiares e até mesmo recém conhecidos que me dão a força para continuar. É muito bom contar com todos eles nessas horas, mesmo sabendo que tudo depende de você. Manter os pensamentos positivos, não esquecer dos sonhos e de que nada foi em vão nem sempre é fácil. Essa experiência só me faz crescer, tenho certeza disso. A vida não está mais apenas passando.

Não sei o que farei hoje. Talvez dar um jeito no cabelo onde os brancos teimam em aparecer, com certeza ver os amigos, festejar, beijar muito e ser feliz. Só sei que vou aproveitar o dia e essa vida que tanto amo. Dia de festejar um novo ano e de ter mais uma chance de recomeçar. E quem sabe um dia, tomara que um dia próximo, pensar que nem Paulo Coelho quando escreveu isso no twitter essa semana: "O que mais gosto em minha vida é estar vivo. E de não ter desistido quando todos diziam que era impossível o meu sonho".

Um comentário:

Klauss disse...

Parabéns pelo blog, feliz aniversário, muita paz, saúde e dinheiro no bolso que se naum la se vão paz e saúde.

hehehhe