terça-feira, 20 de outubro de 2009

Complicando o nada complicado

Meu nome é Magali Colonetti. Sem acento, sem frescura, simples também na forma como se lê. Não é Magáli, nem Magaly ou Magally. O Colonetti não é Cólonétti, nem Côlonétti... é Colonetti. Eu acho tão simples, mas algumas pessoas tentam complicar. Várias vezes já fiz o seguinte diálogo:

- meu nome é Magali
- Magali com y? Dois l?
- não, não... Magali da forma mais simples de ser. No estilo Maurício de Souza.

Por que as pessoas teimam em complicar o que é simples? Além do meu nome algumas pessoas complicam a vida. Eu às vezes sou uma dessas pessoas. Por que isso acontece? Talvez por pensar demais, analisar e inventar de encontrar algum obstáculo no caminho. Uma situação nova gera muitas análises. Um passo a diante também. Uma nova jornada muitas análises. Quem tanto procura, obstáculos encontra. Que tal pensar só o positivo e viver o fácil da vida? Sei que a vida não é fácil, mas ficar pensando que ela é difícil nem sempre ajuda. Tenho o defeito de achar que tudo tem jeito na vida, que tudo pode ser feito, que a vida pode ser fácil sim... e ela tem sido uma super amiga. Talvez pensar positivo faça tudo acontecer mais fácil, né? Pode ser também. Ainda continuo na luta, e assim sempre será, mas quando o sonho começa a acontecer os problemas ficam de lado. E o lado fácil da vida ganha mais força. Afinal de contas, para quê complicar heim?

Nenhum comentário: