sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Se isso virar moda: corno processa amante da mulher

Sim, isso realmente aconteceu. O marido traido resolveu processar o amante da esposa por calúnia e ofensa à honra. O corno pede indenização por danos morais. Na sentença o juiz do diz que o amante transformar o homem em um "solene corno". Isso tudo aconteceu no 1º Juizado Especial Cível do TJ (Tribunal de Justiça) do Rio de Janeiro.

Alguns trechos da sentença, feita pelo juiz leigo Luiz Henrique Castro da Fonseca Zaidan, devem ser citados. Vamos a eles:
"Um dia o marido relapso descobre que outro teve a sua mulher e quer matá-lo --ou seja, aquele que tirou sua dignidade de marido, de posseiro e o transformou num solene corno quer 'lavar a honra' num duelo de socos e agressões, isso nos séculos passados, porém, hoje acabam buscando o Poder Judiciário para resolver suas falhas e frustrações pessoais".

"As mulheres se apaixonam e, principalmente, sentem o 'doce sabor da vingança' --meu marido não me quer, não me deseja, me acha uma 'baranga' --(azar dele!) mas o meu amante me olha com desejo, me quer --eu sou um bom violino, há que se ter um bom músico para me fazer mostrar toda a música que sou capaz de oferecer!!!!".

"Pais, prendam suas 'cabras' que meu 'bode' está solto. Só que, com o passar dos séculos a mulher deixou de ser submissa e está atuante no mercado de trabalho, recebendo o mesmo salário do homem quando ocupa uma função pública".

"Portanto, ao réu também deve ser estendido perdão, porque as provas nos autos demonstraram que o autor perdoou sua esposa e agora busca vingança contra o réu, que também é vítima de si mesmo juntamente com a esposa do autor."

O final da história? O corno perdeu a guerra e o juiz sugere que o processo seja arquivado.

Fonte: Folha Online

Nenhum comentário: