quinta-feira, 30 de abril de 2009

Quer ser feliz no casamento? Seja amiga (o) da sogra

Terça-feira foi dia da sogra e o blog não tocou no assunto, mas nunca é tarde para falar dessa importante pessoa. Para alguns, dessa insuportável pessoa. Mais saibam vocês, do grupinho que não gosta da sogra, que se dar bem com a "cobrinha", ops, com a "sogrinha" pode ser o segredo de um bom casamento. Quem diz isso é a terapeuta Denise Diniz, professora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), em uma das matérias do G1. Ela diz ainda que devemos encarar a sogra como quem mais sabe sobre a pessoa que amamos e tirar vantagem disso. "Ela sabe toda a história dessa pessoa, tudo que ela gosta e desgosta, e conhece como lidar melhor com seus defeitos e qualidades”, afirma. Se a sogra for legal ela pode te ajudar em várias coisas, sem falar que ela também tem mais experiência em casamento.

Agora, se você tem uma sogra cobrinha o negócio é ter jogo de cintura e fazer um plano para sumir com a mulher. Tá a parte do plano é mentira claro, mas o jogo de cintura é praticamente o mesmo que naquela dança chamada de lambada, lembram? Além do jogo de cintura tem cinco dicas legais. Ai vão elas:

1. Ajude seu parceiro (a) a lembrar as datas importantes
Lembrar do aniversário é importante. Você pode fazer uma moral, mostrar que está preocupada com ela e dizer que realmente quer fazer parte daquela família.

2. Não critique o filho dela
Falar mal do bebê dela nunca! Ela pode pensar que você está criticando a educação que foi lhe dada. E você também sabe que pau que nasce torno...

3. Converta-se em uma "filha adotiva"
Ajude em tudo, esteja presente em tudo e marque presença. Conquiste a confiança dela, seja parceira e torne-se importante ao ponto da família sentir falta de você.

4. Mantenha suas coisas em ordem
Não precisa ser uma mulher prendada, mas saber alguma coisa ajuda nessa hora. Saber manter a casa em ordem e mostrar que tem capacidade de cuidar do filho (a) dela, dos netos que virão, também é um ponto a mais. Demonstrar que está ligada na vida doméstica quando ela pede uma dica, uma sugestão e uma opinião também deve ser feito.

5. Jamais a ataque
Seja amiga dela, não inimiga. Fique do lado dela e nunca do seu parceiro (a), mesmo que depois você reconheça que não concorda com nada do que ela disse. Se preferir, só saia de perto.
Fonte: Terra

Dicas repassadas. A sogra é uma mãe preocupada com seu filho (a) e principalmente alguém que vai te testar para saber se realmente você merece ser amada pelo bebê dela. Então, o negócio é ter paciência e mostrar o quanto você o ama. Agora se a sogra for daquela que acha que ninguém é perfeita (o) para seu filho (a), você está ferrada (o). Boa sorte!

Os 50 álbuns mais importantes dos últimos cinco anos

Nos últimos tempos muita gente nova apareceu no cenário da música mundial. Alguns são os preferidinhos, tipo Radiohead e Kings Of Leon. E justamente eles aparecem no ínicio da lista de álbuns mais importantes dos últimos cinco anos feito pela revista Clash. Em primeiro lugar está o álbum ‘Funeral’ da banda Arcade Fire. O vice é In Rainbows do Radiohead e em terceiro lugar está Because Of The Times da banda Kings Of Leon. Quer saber quem mais aparece na lista? Ai está ela.

PS.: O Back To Black da Amy aparecer quase no finalzinho da lista foi estranho. O Cd, que na minha opinião é muito bom, recebeu muitos elogios da crítica quando foi lançado. Agora mesmo que a Amy não sai mais do Caribe.

50: The Killers, ‘Hot Fuss’
49: Kasabian, ‘Kasabian’
48: Deerhunter, ‘Microcastle’
47: Bat For Lashes, ‘Fur and Gold’
46: Vampire Weekend, ‘Vampire Weekend’
45: MGMT, ‘Oracular Spectacular’
44: Portishead, ‘Third’
43: Elbow, ‘The Seldom Seen Kid’
42: Amy Winehouse, ‘Back To Black’
41: Santigold, ‘Santigold’
40: Late Of The Pier, ‘Fantasy Black Channel’
39: Sigur Rós, ‘Takk…’
38: Efterklang, ‘Parades’
37: Liars, ‘Drum’s Not Dead’
36: The White Stripes, ‘Get Behind Me Satan’
35: Hot Chip, ‘The Warning’
34: Fleet Foxes, ‘Fleet Foxes’
33: Benga, ‘Diary Of An Afro Warrior’
32: Feist, ‘The Reminder’
31: Broadcast, ‘Tender Buttons’
30: Battles, ‘Mirrored’
29: Klaxons, ‘Myths Of The Near Future’
28: Tunng, ‘Mother’s Daughter And Other Songs’
27: The Libertines, ‘The Libertines’
26: Kanye West, ‘The College Dropout’
25: Apparat, ‘Walls’
24: Burial, ‘Burial’
23: Gallows, ‘Orchestra Of Wolves’
22: Caribou, ‘The Milk Of Human Kindness’
21: Broken Social Scene, ‘Broken Social Scene’
20: Sufjan Stevens, ‘Illinois’
19: Soulwax, ‘Nite Versions’
18: The Bug, ‘London Zoo’
17: Brian Wilson, ‘SMiLE’
16: Isolée, ‘We Are Monster’
15: My Morning Jacket, ‘Z’
14: Franz Ferdinand, ‘Franz Ferdinand’
13: Joanna Newsom, ‘Ys’
12: Modeselektor, ‘Hello Mom!’
11: Bloc Party, ‘Silent Alarm’
10: Animal Collective, 'Merriweather Post Pavilion'
9: J Dilla, ‘Donuts’
8: Arctic Monkeys, ‘Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not’
7: M.I.A., ‘Arular’
6: LCD Soundsystem, ‘LCD Soundsystem’
5: The Knife, ‘Silent Shout’
4: TV On The Radio, ‘Return To Cookie Mountain’
3: Kings Of Leon, ‘Because Of The Times’
2: Radiohead, ‘In Rainbows’
1: Arcade Fire, ‘Funeral’

Para completar, um vídeo da música Rebellion da banda top da lista.



Fontes: Blog Volume do ClicRBS.
Revista Clash

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Imagem e som, a combinação perfeita

Um filme é um conjunto de imagem, som, maquiagem, figurino, roteiro, interpretação e mais um monte de coisa. Cada item depende muito do outro. Uma cena sem aquele giro diferenciado da câmera ou aquela trilha sonora poderia ser totalmente diferente, não é? Adoro essa mágia. Mas o texto aqui é para falar sobre um desses ingredientes da telona: a trilha sonora. Alguns filmes chamam muita atenção por isso e algumas músicas viram clássicos. Quem não lembra da cena de Psicose, de Alfred Hitchcock, onde Marion, interpretada por Janet Leigh, é morta durante o banho acompanhada do som de "facadas". Fazer a trilha sonora de um filme é algo importantíssimo e demorado. Nas músicas instrumentais os maestros trabalham para transmitir com som o que a cena destaca. A canção-título também é outro grande trabalho. Ambos com o único objetivo de fazer com que a combinação da cena e do som seja perfeita.

Mesmo quando o cinema era mudo os filmes tinham uma trilha sonora. Sim! O toque musical ficava por conta da música ao vivo: piano, órgão e até mesmo orquestras. O oscar de premiação para trilha sonora foi criado em 1934. Nesses primeiros anos quem recebia o prêmio eram os chefes de departamento de música dos estúdios. Nesse ano o premiado foi Louis Silvers, chefe do Departamento de Música da Columbia pelo filme Uma noite de Amor (1934). A partir de 1938 o prêmio passou a ser entregue diretamente ao autor da trilha sonora.

A vida também é cheia de música. Os casais tem a "sua canção", tem música para lembrar da infância, da faculdade, de alguém especial, uma amizade, um final de semana diferente... cada momento com registro de imagem e de som. Loucura né? No dia-a-dia tem como você colocar uma trilha sonora no momentos também. Com os aparelhos de mp3, mp4, mp5... você pode levar a música para onde quizer. E fazer a trilha sonora de sua vida.

O som desse momento é...


Essa semana assisti uma comédia romântica com Ashton Kutcher e Amanda Peet. A Lot Like Love (De repente amor) lançada em 2005. Na trilha sonora do filme uma canção chamou minha atenção. Quem canta é Anna Nalick (foto), o nome da música é Breath (2AM). A menina ai lançou seu primeiro e único álbum em 2003, ela tinha 20 anos, só com músicas de sua autoria. Agora ela sumiu, mas a música continua ali no filme. E vai aparecer aqui também.

Segue o vídeo e a tradução da música. Ah, e o filme é bem legal viu.



Respire (duas da manhã)

2 da manhã e ela me liga porque eu ainda estou acordado,
Você poderia me ajudar a solucionar meu ultimo erro?
Eu não o amo, o inverno não era exatamente minha estação
Nós passamos pelas portas, olhos tão condenantes os deles.
Como se eles tivessem algum direito de criticar
Hipocritas, vocês estão todos aqui pela mesma razão.

Refrão:
Porque você não pode sair dos trilhos*
nós somos como carros num cabo.
e a vida é como uma ampulheta colada na mesa.
Ninguém consegue achar o botão para voltar garota,
Então coloque sua cabeça em suas mãos
E respire, apenas respire,
Respire, apenas respire.

Em maio ele fez 21 anos na base de Fort Bliss,
Só hoje ele se sentou com a garrafa na mão
Não tem estado sóbrio desde outubro do ano passado
Aqui na cidade, você pode perceber que ele esteve triste
Mas, meu deus, é tão bonito quando o garoto sorri,
Quero abraçá-lo, mas talvez eu apenas cante sobre isso

Refrão

Tem uma luz em cada final desse túnel
você grita porque está tão longe dentro
como você nunca vai estar fora.
Esse erros que você cometeu
você vai comete-los de novo,
Se você apenas tentar dar a volta.

2 da manhã, e eu ainda acordado escrevendo essa canção,
Se eu conseguir passar tudo para o papel,
Não estará mais dentro de mim
ameaçando a vida a qual ela pertence
e me sinto pelada diante da multidão,
Porque essas palavras são meu diário gritando bem alto
E eu sei que você vai usá-las como quiser

Refrão

Fonte: http://www.parana-online.com.br/editoria/almanaque/news/338993/

Imagine pagar algo com beijos e abraços?

Navegando por ai cheguei ao blog do Piangers (o catarina do programa pretinho básico da rádio Atlântida RS/SC) e encontrei esse vídeo muito legal. Imagine viver em um mundo onde beijos e abraços substituiram o dinheiro? As tabelas de preços seriam mais ou menos assim:

Bata fofis hiponguinha: dois minutos de abraço apertado e cinco beijinhos no rosto.
Celular: 10 x de 20 beijinhos e cinco minutos de abraço apertado.
Bota masters da estação: 12x de quatro minutos de abraço, 10 beijinhos e uma passeada de mão dada (sempre tem os juros).
Ipod Nano: 7x de 25 beijinhos e cino minutos de abraço apertado.
Notebook da HP: 20x de 10 beijinhos e cinco minutos de abraço apertado (é a popularização do computador minha gente!)

O negócio funcionaria mais ou menos assim:

terça-feira, 28 de abril de 2009

Sorria: Will Ferrell em The Landlord (a proprietária)

O comediante Will Ferrell vocês conhecem certo? Caso não, acessem esse link e saibam um pouco mais. O cara só faz aqueles filmes de comédias bobos, um gênero que não gosto muito. Mas ele aparece aqui no Blog por causa de um vídeo feito para o site Funny or Die (Morra de rir) onde a estrela principal é a pequenina Pearl (foto). A menina só tinha dois anos, o vídeo é de 2007, quando fez esse sucesso. Ela é filha de Adam McKay sócio de Ferrel no site. O vídeo foi assistido mais de 55 milhões de vezes em um ano. Realmente a menina é demais. Só que ela já está aposentada. Alguns pscicólogos não acharam apropriado a menina dizer palavrões ou carregar garrafa de cerveja. Ferrell e o pai da criança explicaram que a menina nem fala palavrão. Ela apenas repetia as falas, ela estava na fase de imitar tudo o que os outros falavam, e esquecia tudo depois.




Sinopse:

A pequenina surge cobrando o aluguel de Ferrell. Ele tenta negociar a situação e acaba sendo ofendido e descobre o motivo da cobrança.

A primeira impressão nem sempre é a que fica

O ser humano tem a característica de julgar alguém conforme sua aparência. E isso vem aumentando a cada dia, principalmente nessa fase onde ter é mais importante que ser. Por isso cada dia mais o mercado da beleza e da moda vem ganhando espaço. Ter beleza é fundamental hoje em dia. Carla Maria Lima Leiróz fala que "O que mais desperta a atenção inicial é o visual. Por essa razão, a aparência é fundamental. A aparência é uma importante forma de comunicação, pois expressa o perfil de uma pessoa: sua condição social, nível cultural e até seu temperamento." O modelito que você veste, o jeito do seu cabelo, a cor de unha, os sapatos... tudo indica o jeito que você é. Mas quem disse que isso está totalmente certo? Já vivi essa situação na pele. Sempre fui mais hiponga/rata de praia e já escutei alguns pré-julgamentos erróneos. O jeito que você se veste não quer dizer que você não é competente no trabalho. Não quer dizer que você usa drogas ou é uma irresponsável. Mas eles pensam isso de você. Então, para evoluir no trabalho você passa a usar roupas mais "normais" e dentro do padrão que eles acham correto. É a lei. Ainda bem que existem os finais de semana :D

Só que às vezes as pessoas passam do limite. Quem não tem uma boa aparência é excluído, humilhado, ignorado e mal tratado. Lembram da fase onde uma foto era obrigatória para concorrer a uma vaga de trabalho? Pois é, beleza era pré-requisito para conquistar uma vaga. Se bem que isso ainda não mudou muito. Você já foi em alguma loja e nem foi atendido? Algumas atendentes analisam a roupa que a pessoa veste pensando que pode descobrir o dinheiro que tem no banco. Vamos combinar que geralmente quem veste-se super bem e ostenta ter dinheiro é a que menos tem. Muitas vezes as aparências enganam.

Olhando essas fotos o que você diz de cada um?




O moço ai é Paul Potts, um vendedor de celular, com cara de bobo, problemas nos dentes e olhar perdido no espaço. Em 17/06/2007 ele fez uma apresentação no programa Britain´s Got Talent, um show de calouros exibido na Inglaterra pelo canal ITV1. Chegou e disse que iria cantar ópera. Todos se olharam, riram e não acreditaram no que viram. "Esse bobo cantando ópera?" deve ter sido o pensamento da maioria (foi o meu quando assite o vídeo). Mas veja o que ele fez:



Ele ganhou o concurso, ganhou o prêmio que equivale a R$ 370mil e gravou um CD. Mas o melhor de tudo foi isso: "Toda minha vida me senti um insignificante, mas depois da primeira audição eu realmente sou alguém. Sou Paul Potts". Quer saber mais dessa história acesse esse link ou o site oficial do cantor.

A segunda é mais famosinha. Susan Boyle impressionou os jurados no mesmo programa e é considerara uma das favoritas da competição deste ano. Sua audição foi no dia 11 deste mês e mais uma vez a aparência enganou. Ao entrar no palco e na conversa inicial com os jurados ela foi pré-julgada por muitos. Mas quando começou a cantar todos ficaram encantados. A mocinha de 47 anos, feinha e gordinha canta muito. Ela está tão famosa que impossibilitaram a incorporação do vídeo. Tem que ser o link mesmo, assista: http://www.youtube.com/watch?v=j15caPf1FRk

Enfim, dois exemplos de que a imagem nem sempre diz realmente quem a pessoa é. Que tal parar de olhar a embalagem e tentar enxergar o conteúdo? Sei que a primeira impressão é a que fica, mas nem sempre essa realmente é a correta. Roupas, sapatos, acessórios, cabelo e maquiagem maravilhosos não são sinônimos de competência, capacidade, lealdade... as aparências as vezes enganam.

Fonte: Comportamento Social e Sol Brilhando
Tema sugerido por Renata. Obrigada pela dica asmiga :D

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Dinheirinho para o blog do Edi ai gente!

Li um post no blog As aventuras de chicuta que sou obrigada a comentar aqui.

O bispo Edi Macedo tem seu blog na internet. Como não bastasse conseguir ganhar muita grana pedindo dinheiro aos fiéis de sua igreja, ele agora também usa essa ferramenta com o mesmo intuito. A novidade é que ele anda pedindo ajuda para custear as despesas que diz ter com o blog da sua igreja. Segundo o senhorzinho ai o blog custa, por mês, R$ 107,622,00. Incluídos despesas de água/luz/telefone. FALA SÉRIO!

O apelo dele foi o seguinte: "Como vocês estão vendo, estamos disponibilizando, cada vez mais, material, não só para o crescimento espiritual dos nascidos de Deus, como também tentando ajudar aqueles que o querem... Se você tem sido beneficiado nesse trabalho e deseja participar do mesmo, você pode ajudar com um pouco que somado a outro pouco vai ajudar a pagar as despesas."

Sabe o que me irrita? Tem otário que paga. Minha gente um blog não tem esse custo nem aqui nem na China. Se chegar a ter um custo assim o blog deve ser o melhor de todos. E se é o melhor de todos tem muita gente querendo anunciar nele. Vende anúncios senhor Bispo! Agora se o blog for na China o lucro ainda é maior, pois tem o trabalho escravo e o custo com a folha de pagamento cairia muito.

Penso assim...

Sinceramente isso é de doer. Uma igreja que cobra tudo de seus fiéis. Quer uma florzinha do amor? Pague. Quer ser agraciado por Deus? Pague. Ei, Deus não é banco e nem suas ajudas funcionam como financiamento. Você não tem que pagar uma porcentagem do seu salário para conseguir que sua vida seja melhor. E nem como forma de agradecimento. Agradeça fazendo o bem aos outros e não bem ao bolso do Bispo. Por que eles tem que cobrar tudo o que fazem? Se Deus é superior a trocados. Se muitas outras igrejas também trabalham muito e não fazem isso?

Não sou contra a igreja evangélica, não sou contra a fé, não sou contra buscar um Deus e sua felicidade. Pois o homem precisa de algo para acreditar. Só sou contra quem tira proveito disso. De quem usa o nome de Deus em vão e de quem usa a fé das pessoas como influência para conseguir dinheiro. Isso realmente irrita.

Música: John Butler Trio

"Ow prima já ouviu falar de John Butler Trio?" Opa, quem são esses caras? Curiosidade bateu, então coloquei no google, youtube, myspace... e achei algo muito bom de ouvir. Os caras são australianos e fazem um som chamado de bluegrass (já repararam quantas variações de som existem?). O trio é formado por John Butler - guitarra e vocal - Michael Barker - bateria e percussão - e Shannon Birchall - baixo e baixo duplo. Mas o vocalista também anda fazendo trabalho solo, enfim o trio existe mas quem manda é o John.

Dois álbuns já foram lançados, um em 2002 e outro no ano seguinte. Inclusive o último garantiu disco de platina na música austraiana. O primeiro, Three, foi independente e lançando no mercado norte-americano. Eles participaram de tournê com Dave Matthews Band e John Mayer nesse ano.

No Brasil eles ainda são pouco conhecidos, mas aposto que vocês vão gostar. Você já conhece? Aproveita o vídeo ai então.



Gostou do som? Os cds dos caras estão disponíveis por essa internet a fora. Quer saber mais da banda? Acessa o MySpace deles.

Tradução:
Tudo o que voce quer
E o que voce nao pode ter se voce a apenas olhar a sua volta, cara
Voce vai ver que tem magia
Entao, sente e relaxe
Aproveite - o enquanto ainda tem
Nao olhe para tras cara
E veja apenas tragedia porquechorus:
Voce pode ser melhor que isso
Nao o deixe tirar o melhor de voce
O que poderia ser melhor do que isso
A vida nao e sobre o que e melhor
Todas as vezes enquanto voce pensa longeha coisas que voce pode fazer cara
E coisas que voce pode dizer para aqueles com os quais voce esta
E com aqueles que voce esta passando o dia
Pegue seu olhar par o amanha
E vamos e talvez, porque

Oh, eu sei, as vezes
As coisas podem ser dificeis
Mas voce ja deveria saber
Que elas vao e voltam
Oh, porque eu
Olho para o outro lado, porque eu sei
Que a grama pode ser mais verde
Mas assim como e mais diicil de crescer
Vida nao e sobre o que e o melhor

Quer saber o futuro?

Saber o futuro, descobrir se suas ações são as corretas, perguntar sobre um novo amor ou velho amor, sobre o trabalho, saúde, família, amigos e inimigos. Quem não gostaria de saber um pouco mais sobre o futuro? Sobre o que a vida nos tem reservado? O ser humano sempre teve essa curiosidade e assim inventou algumas ferramentas para que isso fosse possível. O Tarô Cigano é uma delas.

Esse tarô é uma forma simplificada do tarô tradicional com o número de cartas reduzidas. No tarô tradicional são 78 cartas, nesse são 36. Dizem que foi inventado por uma francesa chamada madame Lenormand com o objetivo de obter respostas simples para questões objetivas e estimular a intuição. Cada carta tem um símbolo sempre ligado a vida ao ar livre, a natureza, rios, árvores, animais, por fazerem parte do dia a dia dos ciganos. Na consulta você escolhe três, cada uma corresponde a um ponto da sua vida. Eu fiz a consulta e achei super interessante o resultado. Quer tentar? Acessa o site da revista Cláudia e faça você também. A consulta é gratuita.

domingo, 26 de abril de 2009

Domigo é dia de fazer contas

Para alguns o domingo é dia de ficar com a família, descansando, praticando esportes, indo a praia, lendo ou só dormindo mesmo. Para outros significa que é o último dia de festa do final de semana que pode ter começado já na terça-feira. Uns namoram. Também pode ser o dia de analisar o quanto você gastou em balada seja solteiro ou comprometido com alguém. Você alguma vez fez a comparação de em que fase você gasta mais? O pessoal do Kzuka fez. Eles basearam-se em um final de semana de adolescente com média de 16 anos. Vamos a listinha de despesas:


Final de semana de um solteiro

Sexta
Sexta de noite vão com os pais de carona para esquenta = gasto zero
Consumo para o esquenta pré-balada = R$ 10
Táxi rachado com os amigos até a festa = R$ 10
Ingresso para festa = R$ 30
Bebida na balada = R$ 15
Táxi de volta da festa (geralmente se volta sozinho) = R$ 20

Sábado
Açaí de tarde = R$ 10
Cineminha para ir com a ficante de tarde = R$ 25 de entrada mais Mc’Donalds ou pipoca durante o filme = R$ 25 = TOTAL R$ 50
Churrasco com os amigos = R$ 15
Festa do outro dia = mesmo gasto da sexta-feira

Domingo
Banda na Encol e Açaí = R$ 10
Jogo de futebol = R$ 15 de táxi com os amigos + R$ 30 de ingresso (caso não seja sócio)
TOTAL: R$ 300
* Nos meninas temos vantagem nessa continha. Os pais geralmente levam nas festas, ir ao estádio é por conta do pai, não rola tanto esquenta e bebidinhas antes da balada, na festa geralmente os meninos pagam a bebida (viva a cordialidade masculina), as entradas das festas são mais baratas ou as vezes até nem pagamos nada (viva a listinha na porta da balada!).

Final de semana do casal
Sexta
Janta em casa com a família = Gasto zero
Ganha carona com os pais pra balada = Gasto zero
Entrada na festa = R$ 60
Consumo pra balada = R$ 20
Ganha carona com os pais no final da festa = Gasto Zero

Sábado
Janta com os pais em casa = Gasto Zero
Aluguel de filme na locadora = R$ 8

Domingo
Almoço com a família em casa = Gasto Zero
Voltinha no Açaí final de tarde = R$ 20
Ver TV e ficar de bobeira em casa durante a tarde = Gasto Zero
Total: R$ 108 (para o casal!)

Fazendo uma comparação com o que nós pessoas mais experientes gastamos, a média não fica muito diferente não. Pois bem, mais um motivo para arrumar um cobertor de orelha neste inverno. Faz bem ao coração (as vezes não tanto) e para o bolso.


Fonte: Kzuka Foto: Site sxc.hu / banco de imagens

O polêmico filme Hounddog

Quando resolvi assistir esse filme eu não tinha noção do que esperar dele. Antes de apertar o play pensei em procurar sua sinopse, mas preferi a surpresa. Nenhum filme é ruim com Dakota Fanning. Essa menina é maravilhosa, adoro o trabalho dela. E foi por isso que escolhi Hounddog. Escrito e dirigido por Deborah Kampmeier, o filme é uma sombria estória que se passa no Sul dos EUA. Lewellen, interpretada por Dakota, é uma menina de 12 anos apaixonada por músicas de Elvis. Para ela as músicas são uma forma de superar as dificuldades de sua vida. Criada por seu pai problemático e sua vó meio birutinha, sua vida é muito conturbada. Ao saber que seu ídolo vai fazer um show na cidade inicia sua busca por ingressos. Em sua tentativa acaba sendo estuprada. Mas Charles (Afemo Omilami) aparece e um final feliz para a estória também.

Inclusive a cena do estupro quase fez com que o filme não fosse lançado. Os conservadores acharam a cena forte demais, principalmente por ser uma ato de pedofilia. Cindy Osbring, agente e mãe da atriz, disse: “Você vê apenas o rosto dela durante a cena, talvez por uns 15 segundos”.


Vamos ao trailer... (não achei legendado).



PS.: E que venham mais filmes com Dakota e que ela não pire. Sabe como é, alguns que começaram assim cedo demais ficaram meio drogados na adolescencia.

Foto: CinePop.com.br
Fonte: www.portaldenoticias.com.br

sábado, 25 de abril de 2009

The End

Ouvi falar muito sobre a menina que apaixonava-se por um vampiro. Mágia, paixão, amor impossível, escolhas, dilemas, medos e certezas. Só que demorei para cair em tentação. Até que há 45 dias atrás resolvi ver o filme (desculpe direitos autorais, distribuidoras de filmes, músicas, livros.. eu baixei da internet). Não sabia quanto isso seria perigoso. Paixão a primeira assistida. Crepúsculo realmente era tudo o que diziam ser. Depois de ver várias vezes o filme, decorar as falas e baixar as músicas pertencentes a trilha sonora; decidi ler o livro. Pensei: "Se o filme é bom, imagina o livro?" O li em dois dias. E depois li Lua Nova (triste e esperançoso), Eclipse (maravilhoso) e agorinha (02:17AM) terminei de ler Breaking Dawn, o quarto livro da série escrita por Stephenie Meyer. Foram 1339 páginas lidas em 45 dias, com certeza meu recorde. Ah precisa dizer que baixei os livros também? Mais uma vez, desculpa ai pelos downloads realizados. Vale dizer que o DVD do filme foi o mais vendido no EUA ok? Não estou causando muito prejuízo ao bolso deles.

Alguns críticos dizem que ela escreve mal, já outros elogiam muito. Uma ai disse que ela copiou suas idéias... nada disso importa, cheguei ao fim dessa incrível estória. Confesso que meus dedinhos estão louquinhos para digitar o final de tudo (claro que alguns ai já leram também, aposto), mas não quero estragar a surpresa. Vou sentir falta deles... agora só resta aguardar os filmes.

Ninguém conseguiria resistir an? Alice, Emellet, Bella, Edward, Rosalie e Jasper.

Foto livros: produto do site Paper-replika

Foto personagens: divulgação.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Filme: Quem quer ser um milionário?

A primeira vez que comecei a assistir Quem quer ser um milionário? (Slumdog Millionaire) achei meio estranho. "Como esse filme ganhou o oscar?", pensei. Mas acho que a culpa era minha mesmo, não estava inspirada para assistir um filme aquela noite. Então, tentei assistí-lo outra vez e consegui entender o porquê do prêmio. O que mais chamou minha atenção foram as imagens, os ângulos diferenciados utilizados nele. Cada imagem maravilhosa. A estória do jovem de 18 anos Jamal Malik (Dev Patel), um morador das favelas de Mumbai, Índia, é uma loucura. E também uma forma de mostrar um pouco a realidade daquele país. Ao participar da versão indiana do programa "Who Wants To Be A Millionaire?" ele chega perto de conquistar um prêmio de 20 milhões de rúpias. Mas como um favelado consegue isso? Se grandes pensadores não conseguiram. Ele estaria trapaciando? A polícia inicia uma investigação e Jamal conta sua estória. Um entrelaçado de fatos com um só objetivo: encontrar alguém.

Então vamos ao trailer e ao clipe da música do filme, que por sinal virou sucesso mundial. Você já ouviu com certeza!



O vídeo da música Jai Ho, das Pussycat Dolls, não pode ser incorporado aqui. Coisas da gravadora... Então coloco aqui o link do vídeo no YouTube. http://www.youtube.com/watch?v=riDePL5nscI. PS.: ela já vale para mostrar que o final de semana está ai, é tempo de diversão!

Todas somos deusas, descubra qual você é

As vezes é complicado ser mulher, ainda mais nessa sociedade atual onde cada vez mais temos que mostrar nossa força, determinação e provar que damos conta de toda nossa rotina. Namorado, marido, filho (s), família, casa, profissão e ainda por cima cuidar de nós mesmas. Mas, na minha opinião, nada como ser mulher. Somos realmente deusas e poderosas. Que tal descobrir com qual deusa você parece? Através das descrições que seguem você pode fazer comparações e descobrir a deusa que existe dentro de você.



Atena

Se você é uma mulher que busca a projeção profissional, se preocupa com a realização em sua carreira acima de qualquer coisa e com aquisição de conhecimentos, você é regida pela deusa Atena. Se justiça social, política e sabedoria relacionada à civilização ou à educação estão entre seus principais objetivos, pode começar a invocar Atena dentro de você. Isso vai ajudá-la a atingi-los.


Afrodite

O amor e os relacionamentos são os motes essenciais de sua vida? Então, Afrodite é a deusa que rege sua alma. Você é sensual, gosta de se vestir bem e os relacionamentos humanos, a sexualidade, o romance e a sedução acompanhados da beleza e da arte são os principais objetivos de sua vida. Os homens são sempre muito ligados no amor e sedução das mulheres Afrodite, por isso elas nunca estão desacompanhadas.


Perséfone

Para esta mulher, a vida nunca é como se mostra, há sempre um significado mais profundo por trás de tudo. Ela é mística, misteriosa e cheia de uma sensualidade livre e muitas vezes desconcertante. É acima de tudo mediúnica e atraída pelo mundo invisível, espiritual. O fascínio pela morte, o oculto e todas as experiências místicas que levam ao desvendar dos mistérios é sua principal tarefa neste mundo.


Ártemis

Definitivamente não pertence à cidade, não é nada urbana. Esta mulher é prática, aventureira, adora os esportes, especialmente os que cultuam e fortalecem o corpo físico, cultiva a solidão, a vida ao ar livre e os animais de todas as espécies. Empreitadas ecológicas, luta pela preservação do meio ambiente, dos direitos femininos e um estilo de vida alternativo são suas principais dedicações na vida.


Deméter

Esta mulher é regida pela mãe Terra, e é considerada a deusa das colheitas. Adora a gravidez e tudo o que envolva um processo de gestação. Gosta de engravidar, amamentar e de cuidar de crianças, sejam suas ou não. Está sempre envolvida com tudo o que diz respeito aos nascimentos e ciclos reprodutivos da mulher.


Hera

Se você é o tipo que só pensa em casar e adora tudo o que diz respeito ao casamento e suas tradições, Hera é a deusa que rege sua alma. Você gosta e precisa do poder, dos cargos de liderança em grandes empresas ou mesmo no governo. A convivência com um homem é seu principal objetivo na vida.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Em época de crise, nada melhor que boas dicas

Enquanto não acho emprego acesso sites que possam me ajudar nessa difícil tarefa. Na navegação sagrada de cada dia, encontrei essas dicas em algum site que infelizmente não lembro qual é. Geralmente encontro os assuntos interessantes e vou salvando aqui no Blog e depois arrumo a postagem e dessa vez esqueci de colar o link da matéria que foi feita por Amanda Salim. Bom, mas não vou deixar de colocar o que tenho aqui.

Vamos as dicas/estratégias para você que procura ou deseja segurar o emprego.

Cuidado com seus gastos
1) Evite adquirir coisas supérfluas neste período. Cuidado com as promoções e liquidações: é normal haver muitas em períodos de crise, pois há dificuldade em vender. Planeje seus gastos e tente manter-se coerente com o que foi planejado o máximo possível. Guarde qualquer quantia de dinheiro.

Não perca tempo
2) Comece a procurar imediatamente. Não tire uma folga muito longa. A procura pode levar de seis a doze meses no caso de altos executivos.

Planeje-se
3) Trate a procura de emprego como um emprego em si. Estabeleça um cronograma e se responsabilize pelo seu progresso diário.

Fique ligado
4) Em épocas de crise, as idéias acontecem. Coloque sua imaginação e criatividade para funcionar, analise as oportunidades que podem aparecer e veja como você pode se beneficiar delas. Faça este exercício de verdade e verá, por incrível que pareça, que elas existem e estão ao seu alcance.

Veja outras oportunidades
5) Esteja aberto a cargos interinos, freelance ou consultorias. As empresas estão cortando custos fixos na economia de hoje, mas podem ter oportunidades de consultoria para projetos ou especialidades de nicho, compensando o número menor de funcionários. Estas oportunidades lhe permitem obter uma renda, manter as suas habilidades e movê-lo para a frente da fila quando começarem as contratações.

Atualize-se
6) Se ainda está empregado, mantenha sua empregabilidade em alta. Busque atualizar-se sempre, principalmente com assuntos relacionados ao seu cargo, profissão ou ramo de atividade. Seja conhecedor das novidades do meio e participe de feiras, workshops e palestras. Leia livros e periódicos relacionados e acesse sites relacionados, bem como fóruns e grupos de discussão. Busque tornar-se uma referência em seu meio.

Esteja disposto a se deslocar
7) Com a evolução das indústrias, as oportunidades de carreira migram. Saiba para onde estão indo os cargos da sua área e esteja disposto a se mudar em busca da oportunidade certa.

Seja paciente
8) Não entre em pânico, mas não seja exigente demais. Demonstrar ansiedade excessiva a um possível empregador só diminuirá o seu valor. E certamente você não quer pular de um cargo precário para outro. Mas o trabalho dos sonhos está difícil de encontrar no mercado atual. Lembre-se de que os cargos em sua maioria não se limitam pela própria descrição -- eles são o que você faz deles.

Nunca desanime
9) Deixe o lado negativo do lado de fora e não o deixe entrar. Leve otimismo para quem contrata e para seus contatos. Jornal é barato e ler notícias pela Internet, se você já tiver uma conexão, não custa nada. Informação nestes momentos é muito importante e pode ser uma fonte de inspiração, além de ajudar a manter-se informado sobre o mercado e as vagas anunciadas

Seja flexível
10) Não fique obcecado com a estrutura de remuneração e com o título. Aceitar um nível de remuneração ou título abaixo do seu ideal pode ser vantajoso. Se você superar as expectativas, o título e o salário se ajustarão com o tempo.

Mantenha-se afiado
11) Fique por dentro das últimas notícias, tendências e tecnologias importantes no seu setor.

Fique em forma
12) Não negligencie a saúde e a alimentação, as quais sofrem freqüentemente com o estresse da procura de um emprego.

Vá além
13) Se estiver empregado, ao perceber que sua empresa passa por dificuldades, procure pensar o que sua empresa poderia fazer de diferente. Às vezes você se encontra numa posição que lhe permite ver coisas que seus superiores não estão vendo. Uma boa idéia pode significar uma redução de custos ou uma oportunidade de ganho ainda não percebida. Crie uma comunicação educada, bem-estruturada e comunique seu superior. Isso pode melhorar sua posição dentro da empresa ou até mesmo salvá-la.

Use seus recursos
14) Há diversas ferramentas on-line e recursos gratuitos para ajudar quem procura um emprego. Comece pela sua universidade, organizações profissionais, grupo de veteranos ou outras afiliações que você tenha.

Faça networking
15) Contatos, contatos, contatos. Nada substitui os relacionamentos pessoais ao procurar oportunidades de carreira. Associações profissionais, associações de ex-alunos e entrevistas informativas são formas testadas e verdadeiras de caçar um emprego. Hoje em dia, os contatos estão mais fáceis do que nunca com sites de contatos sociais e profissionais como LinkedIn, Classmates.com ou Facebook.

Pronto, as dicas foram repassadas. E vamos passar por essa pindaíba juntos e da melhor maneira.

Ei montadoras, virem cupido né!

Uma das coisas que todos fazem no trânsito é fletar. Tá, se você não é desse grupo não sabe o que esta perdendo. Pelas ruas da vida você sempre esbarra com algum gatinho do carro ao lado, do carro que passa, do carro de trás, do carro da frente, enfim o cara do carro. Quando você dá aquela volta com as amigas então, a curtição é ainda maior. Se no carro ao lado o grupo também for grande a festa está feita. Segunda fui abastecer meu carro, após ter ido rezar, agradecer e pedir força para Deus. Estava eu, minha prima e duas amigas. Eis que enquanto eu esperava o frentista passar meu cartão de crédito no valor da gasolina que coloquei no meu Ford Ka 00, passa um cara lindo em um gol prata. O problema é que o cara só passa né, se for em um engarrafamento até pode rolar papos através da janela. Um amigo meu até encontrou uma gatinha para todo o feriadão no engarrafamento uma vez. Só como fletar nas ruas da vida é uma brincadeira, ele mentiu seu nome e assim o fez durante todo o tempo que esteve com a guria... esses meninos malandros.


Voltando ao super gato, ele só passou. Dai pensei: deveria ter um local especial onde poderia haver uma interação entre os carros. Algo tipo uma tela que pudesse mandar recadinhos. Então o gato poderia ter enviado algo assim: "Oi menina do Ford Ka, tudo bem? Meu nome é tals me add no msn." Ou eu diria: "Oi menino do gol, meu nome é Maga. Você vem sempre aqui?". Mas do jeito que sou pata nem esse recurso eu usaria. Uma amiga disso que é possível sim fletar no trânsito. Você vê o cara e vai atrás dele até descobrir qual barzinho ele está indo. Tá, isso vale para o final de semana.. mas e numa segunda-feira?

É, perdi o gato do gol. Mas nada melhor do que uma boa imagem para iniciar a semana de bem com a vida.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Eles andaram viajando demais, outros também

Mais um escândalo na política brasileira, o problema é que estamos nos acostumando a tudo isso e nada está sendo feito. Os deputados andaram distribuindo passagens para uma galera viajar por ai e dizem que não sabiam que era proibido. Ah tá, usar dinheiro público para bancar viagens de familiares pode? Para quem acha que pode tudo, claro que pode né. E eles deveriam cuidar do nosso interesse... isso é desanimador.

Faz tempo que os políticos brasileiros perderam a credibilidade, a moral e a ética. O povo não acredita mais em nenhum, a moral eles deixam arquivada em alguma gaveta e a ética... bem essa acho que eles nunca conheceram. Dinheiro do povo é para o povo, pena que isso NUNCA foi levado a sério. Ainda existem alguns que dizem que não conseguem pagar suas contas. Fala sério o salário é de R$ 15mil mais várias regalias, e diz não conseguir pagar suas contas? Sem falar que a maioria dos políticos tem seu próprio negócio ou uma renda fora extra qualquer. Sem mencionar o quanto eles desviam, claro.

A solução? Cortar o benefício e aumentar o salário em 50%. Eles pensam muito né? A que eu prefiro é limitar as viagens. Essa, inclusive, gerou protestos vários protestos.

Os catarinenses também andaram viajando demais ou liberando passagens para quem não tem nada haver com a política. São eles: Fernando Coruja (PPS), Nelson Goetten (PR), Djalma Berger (PSB), João Matos (PMDB), Angela Amin (PP), Edinho Bez (PMDB), Paulo Bornhausen (DEM), Ivan Ranzolin (PP) e João Pizzolatti (PP).

Concluindo...

Sabe o que me irrita ainda mais? É que algumas das passagens foram para os eleitores desses políticos. Que indiretamente concordaram em também lograr o país. Como mudar essa situação se o nosso próprio povo é desonesto? Se o nosso povo não pensa no melhor para o país e sim em uma dentadura nova? Se a venda do próprio voto é uma alternativa muito usada na época das eleições? O povo realmente tem os representantes que merece. Porque não tem como não enxergar que tudo está errado.

Agora gosto de você orkut


Confesso que eu não tinha muita paciência para o Orkut. Deixar recados, olhar sempre, atualizar e ficar procurando pessoas. Também quando entrei nessa rede social da internet rolaram alguns estress. Namorar e ter orkut não é muito fácil, ainda bem que não sofro muito por isso há algum tempo. E criei pré-conceitos desde então... menina boba!

Agora estou descobrindo essa ferramenta como uma saída para matar a saudade. Saber o que a família anda fazendo, as amigas, o que acontece na cidade onde morei por muito tempo e podendo deixar recadinhos que geralmente terminam com: saudades! Sem falar que é uma boa oportunidade de manter contato com pessoas que ando conhecendo por aqui. Uma forma de divulgar o blog, meu currículo, o twitter e os trabalhos que já fiz. Estamos na era da comunicação, do conhecimento e da interatividade. Ficar estranhando as ferramentas que aparecem por ai não é algo muito certo. E também não é muito correto uma jornalista ser anti-social certo? Claro que seu espaço pode ser espiado por todos, mas que tal deixá-lo do melhor jeito para você? De uma forma que você possa sair ganhando? Estou fazendo isso.

Filme: Yes Man (Sim senhor)

Comédia com Jim Carrey é boa na certa, na maioria das vezes claro. E Yes Man (Sim Senhor) não poderia ser diferente. Jim interpreta o bancário Carl Allen, um cara que fica meio isolado dos amigos e da vida após o término do seu casamento. Ele diz não para tudo e acaba perdendo grandes oportunidades. Um amigo de Carl aparece do nada e fala sobre um programa de auto-ajuda onde a principal tarefa é dizer sim para tudo. Carl decide tentar e começa a viver situações hilárias por causa dessa mudança. Divertimento, loucuras, amigos, uma promoção e amor são os resultados dessa mudança. Mas realmente tudo merece ter a resposta sim? Ele aos poucos descobre isso e você ri muito com todas as maluquices que acontecem. Eu recomendo!

Por trás das risadas...

Além de ser divertido o filme faz pensar. Quantas vezes perdemos chances por ser negativos e dizer não para simples convites da vida? Usar o sim em algumas situações é realmente a melhor saída. Arriscar, não ter medo, ajudar o próximo e aceitar a felicidade que muitas vezes bate a nossa porta e negamos.

Trailers
Não consegui decidir qual dos trailers colocaria aqui então vão os dois... sou libriana minha gente! (adoro usar essa desculpa huahau)



terça-feira, 21 de abril de 2009

Estou começando a gostar do inverno porque...

... as tendências de moda para esse outono/inverno são muitooo legais. Não gosto do frio, não gosto da perda do bronzeado, não gosto de usar muita roupa ou ainda da falta de praia que o inverno causa. Dá para notar que não é minha estação preferida né? Prefiro primavera e verão sempre. Mas esse ano a moda de inverno está mudando um pouco minha preferência, bem pouco. Vou demonstrar isso com fotos da fotógrafa de moda Marina Bitten feitas nos desfiles do Della Fashion. Evento de moda que acontece em Criciúma-SC. Ai vamos nós:



Botas, botas e botas! No estilo indie e na cor marron ainda. Amei!





Botas e vestido = combinação muito fofa!
Botas e casacões, outra combinação super feminina.




Vestidos na estação. Adoro!!!




As batas....


Short com meia cheia de detalhes. Sabe que estou gostando disso?



E os meninos com seus moletons, bonés, gorros... adoro isso também.



Em outro evento, também em Criciúma, apareceu a tendência do meu trio favorito: bata+jeans+bota. Foto da Marina usada pela jornalista Pity Búrigo em seu site. Peguei empretado viu? Ah também peguei o Hilbert (sem trocadilhos hehe) e a foto da modinha surf wear feminina que tanto adoro.




Sabe o que é o melhor de tudo? As tendências existem você pode segui-las e adaptá-las ao seu estilo próprio sem ficar igual a todo mundo. Adoro a liberdade que a moda nos dá. E principalmente adoro quem mantêm um estilo próprio independente do que é ditado pela moda mundial. Mas quando ela anda conforme nosso estilo é melhor ainda né?

oito segundos, apenas isso é o suficiente

Estou acompanhando a nova novela das seis da Globo, Paraíso. Adoro a história romântica dos protagonistas da trama. Amor à primeira vista, ela santa e ele filho do diabo conforme dizem as lendas. Só que nem todos estão gostando da estória, acham que amor assim não existe mais. Isso foi constatado em uma pesquisa feita pela emissora.

Ai meninas, estamos ficando muito racionais. Só para vocês não perderem as esperanças, e para confirmar a teoria do amor à primeira vista, um estudo comprova que bastam 8, 2 segundos para o cara se apaixonar por você. Isso mesmo, amor à primeira vista existe sim! A pesquisa foi feita pela revista Archives of Sexual Behavior. E mais, a pesquisa feita com 115 estudantes chegou a conclusão que os homens necessitam de menos tempo para se apaixonar/sentir atração. Gente!!! O comportamento dos pesquisados enquanto falavam com atores e atrizes foi gravado e estudado depois.

Moral da história: o negócio é olhar mesmo. Se você conseguir fazer com que o cara repare em você por 8,2 segundos, pronto minha nega! Conquistou o gatinho.

Fonte: Nem Lolita nem Balzaca

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Rir faz bem

Aquela história de homem e mulher ficar sempre pegando um no pé do outro rende muita risada não é? Ai vão mais algumas imagens dessa eterna "briguinha" dos sexos opostos.

A engenharia explica a mulher assim:

PS.: acho que essa parte do peso anda meio defasada. O que a galera anda gostando de mulheres frutas e seus atributos exagerados e gordura corporal em alto nível. Acho que a média agora é quase 65 ou 70. Putz, e as magrelas ficam onde???
Homem x Mulher
PS.: Claro, nós temos que dominar o mundo, mandar no marido, nos filhos, no setor da empresa, cuidar de nós mesmas, estudar... praticamente somos atualmente mulheres maravilha. Não tem como ser simples o babado.


PS.: A culpa é do setor de vitrine de cada loja no shopping. Eles fazem curso para deixar tudo mais atraente, e conseguem ué. Sempre rola uma espiadinha básica. E tem mais, temos que analisar tudo mesmo. hehehe



PS.: Isso não é novidade né?

O morro aqui perto de casa

Quando vim para Florianópolis tinha planejado morar na praia. A minha escolha era o Campeche por ser razoavelmente perto do centro, um lugar legal e estruturado. Hoje conhecendo um pouco mais o trânsito da cidade agradeço por não ter ido morar por lá. É um caos chegar até o centro todas as manhãs. Uma hora do dia perdido em fila certamente. E depois para voltar para casa mais engarrafamento. Vim morar na cidade.

Da janela do meu quarto vejo a UFSC, Universidade Federal de Santa Catarina. Moro bem pertinho desse espaço destinado ao conhecimento. Gosto disso. E gosto também por estar perto de farmácia, supermercado, hospital, locadora, bares, pizzaria, academia, aula de ingês e ioga. Algumas coisas pretendo frequentar bastante, já o hospital prefiro ficar longe. Mas moro também perto de um morro, um dos famosos morros da cidade. Meu condomínio fica na subida da Serrinha, bem no começo da rua. Mais acima fica a comunidade da Serrinha e dizem as más linguas, ou as línguas antenadas na realidade da cidade, que o local é da pesada. Confesso que fico as vezes esperando ouvir algum tiro, alguma coisa acontecendo e não escuto nada. Acho que estou meio longe do movimento e também nem sei diferenciar o som de um tiro mesmo. É parecido com fogos de artifício?

Na quinta-feira que passou a polícia subiu o morro. Na verdade não precisou subir muito, um pouco acima da entrada do meu condomínio um assassinato aconteceu. Um homem foi morto com três tiros. Dizem ser acerto de contas, não sei. Só sei que foi aqui pertinho. Hoje fiquei pensando e formulei a seguinte pergunta para mim mesma: até onde o morro chega a mim? Vieram as seguintes respostas e mais perguntas à minha mente:

- Acho que os acontecimentos no morro ficam lá. E os acertos sempre são entre eles.
- Ainda não soube de nenhum assalto aqui perto, talvez seja dessa forma que eles podem chegar até mim.
- Sei que a maioria das pessoas que moram ali não tem nada haver com a história do tráfico e isso realmente é triste.
- O movimento do babado deve ser durante a noite, então teoricamente durante o dia não tem problema algum andar por aqui.
- Estou no começo da rua e o morro é bem mais para trás, tudo bem então.
- Eu realmente estou preocupada com o que pode me acontecer?
- O que a polícia vem fazendo para tentar reverter esse problema? Acho que liberar seria realmente uma saída.
- É uma pena uma cidade linda assim ter esse tipo de problema.
- O Morro da Cruz é um verdadeiro complexo de comunidades perigosas, só estou próxima a uma delas. E quando eu for trabalhar em um dos veículos lá em cima? (no morro da cruz ficam o Jornal Notícias do Dia, Record TV e News, RBS Tv e Jovem Pan. Eu queria trabalhar em algum deles certamente, e espero fazer isso no futuro próximo).
- Que problema social danado...
- Acho que estou vendo cabelo em ovo. Não há motivo para medo, paranóia ou algo do gênero.
- Enfim, se for para acontecer algo errado, esse algo errado acontecerá.

Eu não ouvi os tiros do assassinato aqui perto de casa, mas ouvi a movimentação da polícia pensando que o fato acontecia realmente no morro. Não tenho medo da situação, não tenho nenhum preconceito sobre nada e nem sei realmente o que pensar. Só sei que moro perto do morro e nunca convivi antes com essa situação. Estudei em colégio onde havia uma galera que morava em um dos bairros carentes de Criciúma. A maioria dos pré-adolescentes era envolvida com drogas, violência gangues e etc. Sei que um deles morreu, outro virou pastor, outro tem um projeto social também ligado à igreja evangélica, outro é professor de jiu-jitsu e outros são traficantes da classe média. Eles moravam longe da minha casa... mas será que para a violência existe distância? Não sei.

domingo, 19 de abril de 2009

Hei mãe, estou tuitando! O que filha???

Você já deve ter ouvido, visto e lido sobre o Twitter né?

Para quem responde negativamente:
Não? Que mundo você vive béim!

Para quem responde positivamente:
Ah claro, pessoa ligada nas novidades tem que saber né. Também tens um? Que massa!

Explicação básica para quem não conhece o Twitter. Além de ser o espaço favorito do Ashton Kutcher (marido da Demi Moore e lindo demais) que já tem um milhão de seguidores, o microblog vem sendo utilizado por profissionais da comunicação e por pessoas em geral. Você pode falar sobre qualquer coisa usando 140 letrinhas, por isso ele é conhecido como microblog. A Globo, a Folha on-line, a CNN... enfim, muitos veículos de comunicação aderiram ao espaço. Inclusive euzinha www.twitter.com/magacolonetti. Que tal visitar? Estou entrando aos poucos na brincadeira e definindo sobre o que vou falar. Existem pessoas que usam o espaço realmente para troca de informações. Já outras usam como um repetidor de pensamentos ou diário virtual atualizado a qualquer momento. Frases do tipo são comuns: "Hora de almoçar, vou comer arroz, frango, feijão e batata frita." "Meu time perdeu, owww desgraça!" "Arrazei no futebolzinho hoje." "Sábado de praia sucesso". (eu já escrevi algo parecido com isso!)

Enfim, que tal entrar na onda também? Afinal de contas, estamos na era da informação onde todos comunicam, todos tem seu espaço e todos podem falar sobre tudo. Viva a liberdade da internet. www.twitter.com, se quizer faça o seu.

sábado, 18 de abril de 2009

Profissão Freelancer

Vim para Florianópolis com um emprego certo. Só que cheguei aqui e levei uma rasteira danada. Vocês já viram alguém ser avaliada em uma semana? Na primeira semana a pessoa é mais perdida que agulha no palheiro. Não sabe nada da empresa, dos jobs que estão rolando, sobre os clientes e nem teve tempo de se adaptar ao novo ambiente de trabalho. Só que foi esse tempo de avaliação que tive, injusto não? Fiquei no emprego por 15 dias, sai dele já com uma substituta definida (com certeza mais barata que eu, acho que o salário também pesou nessa hora). Confesso: não estava gostando muito do trabalho. Vim tentar jornalismo e trabalhar com marketing não era o que eu queria definitivamente. Mas tem o lado financeiro, a necessidade que falava mais alto. Só que por incrível que pareça estou bem feliz. Afinal agora posso correr atrás do que realmente quero.

Há um mês, depois de muito tempo, sou uma desempregada. Já espalhei meu currículo para todos os lados. só que até agora nada. Quem conhece o meio jornalístico sabe como funciona. Um grupo fechado, onde entrar nem sempre é tão fácil. Vale muito o Q.I. (quem indica) nessas horas. Sem falar que para uma foca (jornalista recém formado/iniciante) o mercado de trabalho é um pouco mais difícil. Só queria uma chance de mostrar o que posso fazer.

Qual solução encontrada? Ser freelancer. Diploma na mão não significa emprego certo, todos já sabem disse né? Enquanto o emprego fixo não vem, invisto na minha carreira freelancer. Algumas coisas já surgiram e outras devem surgir (espero). Com a crise financeira atual essa vem sendo uma das alternativas mais utilizadas pelos trabalhadores brasileiros. Também existe uma forte tendência de terceirização no mercado, é hora de buscar adaptação. Outra observação feita é o boom de empreendedorismo existente. O povo brasileiro sempre dá um jeitinho não é mesmo? Se não tem emprego, cria seu próprio negócio. Por isso o brasileiro é reconhecido como um empreendedor nato. Vale resaltar que isso não significa que tudo o que o brasileiro faz dá certo, mas muitos no momento de crise encontram boas alternativas e conseguem levantar a renda necessária para viver.

Você já parou para pensar quantas coisas podem mudar após essa crise? Espero eu que tudo seja para melhor. Dizem que nada continua igual após uma crise como essa. Afinal de contas ela pegou bem na parte fraca do ser humano: o bolso. Infelizmente é o dinheiro que faz o mundo girar, mas acho que depois de tudo outros valores vão ganhar destaque. Espero eu!

Enquanto isso... procurar emprego vou. Desistir jamais.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Magalices dá a dica: Revista OM

Que tal uma revista que fale de tudo um pouco? Pois ela existe e está acessível temporariamente neste endereço: http://www.tridez.com.br/OM. A OM é catarinense e acabou de nascer. Em suas páginas você encontra um pouco de moda, entrevista, música, comportamento, estilo de vida, viagem, decoração, coisinhas e diversão. Uma revista que promete. Inicialmente estará disponível apenas na internet, informou a criadora de tudo Suelen Waterkemper. Acessa ai!

Unhas outono/inverno 2009

A cor da unha há tempos não é mais um simples detalhe e sim um acessório muito importante. Além de dar um toque diferente, as cores escolhidas podem até revelar o jeito de ser da mulher. Os fabricantes já sacaram isso e estão cada vez mais antenados. Inclusive o nome do esmalte é uma peça chave da criação. Vai de Desejo hoje? Paris? Renda? Sexy?

O verão foi do rosa, laranja, amarelo, azul... e o inverno meninas vai ser assim:


A Risqué criou a linha New York com cores inspiradas na cidade super famosa. (Adorei as cores Cabaret e Ópera!)
A Colorama vem Chic com suas cores nomeadas assim: Vermelho Ivete, Salto Alto, Balé Clássico, Chic, Ametista, Anel de Ouro, Platino, Café Italiano, Marinho e Noite de gala. Tirando as cores dourada, prata e aquela clarinha ali adorei todas.
Além das cores, tem tendência de formato também! O formato quadrado continua em alta, mas levemente arredondado nas pontas. Fica a dica :D
E dai, qual cor você vai usar nesse inverno? Eu vou experimentar algumas :D
Fonte: Blog Glitter - Clic RBS

terça-feira, 14 de abril de 2009

Meio Ambiente - o descaso continua

Preservar a natureza vem sendo uma das ações mundiais mais fortes nos últimos tempos. Afinal de contas, isso significa preservação da vida no planeta Terra. Muitos demoraram para enxergar essa necessidade, mas melhor tarde do que nunca. Só que na contra mão dessa história, o governo de Santa Catarina aprovou um código ambiental polêmico. São leis que vão contra o código ambiental federal aprovadas pelos integrantes da assembléia e sancionada pelo governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) na noite de ontem.

O ministério do meio ambiente já reagiu. Carlos Minc fez fortes declarações sobre o descaso com o meio ambiente demonstrado pelos políticos aqui do estado. Segundo informações veiculadas no Diário Catarinense de hoje, o Ibama vai continuar fiscalizando e respeitando as leis federais. O código estadual vai ser ignorado e quem insistir em segui-lo poderá até ser preso. O ministro também lembrou sobre o desastre de novembro dizendo: "Se tinha um Estado que não podia aprovar essa lei, que é inconstitucional, é Santa Catarina".

CONCORDO, CONCORDO E CONCORDO. Com a lei estadual muitas propriedades irregulares com atividades nas beiras dos rios passaram a regularidade. Esse era um problema grande para o estado. Mas convenhamos: uma lei se adaptar para acabar com a irregularidade não é o caminho certo. Nunca vi isso. Nós temos que nos adaptar a lei e encarar o problema de ter começado tudo errado há tempos atrás. Santa Catarina é um estado rico em belezas naturais e maravilhoso de viver. Temos a ilha da magia, realmente um cantinho especial. Não consigo aceitar que nosso povo não cuide da natureza, nosso principal cartão postal. É hora de começar a trabalhar certo, cuidar do que nos resta para que os efeitos do aquecimento global sejam amenizados e, quem sabe, revertidos. É uma tarefa dificil, é algo demorado e com resultados não visiveis no primeiro momento. Mas é algo que devemos fazer, algo que deve ser entendido e respeitado pelo governo. Chega de irresponsabilidade. Os fatos por si só já não mostraram o resultado de nossa falta de cuidados com o meio ambiente? Tomara que essa lei vergonhosa seja esquecida. Nosso estado não merece isso.

Entendendo melhor...

Na matéria do DC existe uma tabela onde explica as diferenças que existem na lei estadual e da federal.




Pausa forçada

A febre bateu, a cama foi parceira e os remédios no final salvaram minha vidinha. E não é que a primeira "gripe" deu suas caras na semana passada aqui no meu humilde corpinho? Por isso fiquei fora por alguns dias. Gripe também significa ficar sem vontade de nerdiar ou escrever. Mas ela foi embora e tudo voltou ao normal. Então vamos produzir :D

Daqui a pouco um texto novo aparece por aqui.

A gripe também já apareceu por ai? Eita outono começando com tudo!

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Magalices - Saindo de casa...

Inicio hoje uma nova linha de textos aqui no blog. Estou passando por uma fase diferente na minha vida e acho que ela deve ser contada. Escrever também vai me fazer refletir sobre tudo e me entender melhor. Espero que gostem. Então, começo assim...

Há seis meses atrás decidi que algo deveria ser mudado na minha vida. Era hora de correr atrás dos sonhos deixados de lado por causa da correria e por oportunidades surgidas. Fiz uma escolha, fiz coisas para torná-la realidade e também fiz faculdade de jornalismo. Era hora de fazer mais alguma coisa. Ficar lembrando esse sonho de criança nascido no sofá da sala enquanto assistia os jornais na TV e via aquelas apresentadores com modelitos lindos, não adiantava nada. Os modelitos chiques hoje não combinam muito comigo, sou básica e hippie demais, mas o jornalismo ainda combina. Ainda é meu sonho e minha meta.

Final das aulas do meu último semestre de jornalismo com direito a apresentação de projeto de rádio e da monografia. Era junho e a aprovação em todas as matérias restantes aconteceu. Não fiz festa de formatura dessa vez. É algo legal, claro que é, mas eu já havia feito uma há três anos atrás quando me formei em Publicidade e Propaganda. Meu pai, minha mãe, minha irmã, meu cunhado, meus familiares e amigos já tinham sentido o gostinho da comemoração. Dançar valsa novamente não era algo que eu realmente queria fazer. Sem falar que a festa de formatura é cara, gastar quase três mil não estava no planejado, ainda mais quando meu pai não queria ajudar em nada. Deixei de lado o ritual clássico decidindo fazer apenas a colação de grau. Por coinscidência era dia do aniversário do meu pai, 19 de setembro. Foi em 2008, era um dia de clima ameno, um dia bom para uma comemoração em dose dupla. Fiquei feliz por dar esse presente de aniversário para o meu pai Vilson. Claro que o presente também era para minha mãe Nilza e principalmente para mim. Meu pai colocou uma de suas combinações para eventos sociais e minha mãe o conjuntinho cinza brilhante usado em todos esses momentos onde uma roupa diferenciada é solicitada. Constatei isso esses dias acessando meu orkut. A maioria das fotos que ela aparece esta vestida com esse terninho. A colação foi no auditório da Universidade do Sul de Santa Catarina, Unisul. Lugar onde são feitas palestras, apresentações e aulas mais elaboradas. Uma sala branca, com o chão forrado por um carpet azul marinho, duas grandes fileiras de cadeiras azuis com a logomarca da universidade bordada no encosto, um palco, mesa para acomodar os convidados para as palestras, bandeiras do estado, do país e da instituição completavam o ambiente. Também havia um data show, mas a ocasião não necessitava dele. Estavamos lá depois de quase uma hora de BR-101. A Unisul fica em Tubarão, distante quase 70km de Criciúma, cidade onde nasci e vivi os primeiros 26 anos de vida. A Darlete, coordenadora do curso, foi quem conduziu a cerimônia que durou menos de 15 minutos. Juramento, leitura de alguma coisa, assinatura de uns papéis e pronto: uma jornalista com diploma. Quer dizer, o diploma eles só me entregaram em janeiro. Meu sonho de criança estava realizado. Eu me tornei o que eu queria ser quando crescer. Esses foram os últimos momentos na universidade onde estudei sete anos da minha vida. Foram tantas histórias, segredos, paixonites, um amor, amizades verdadeiras, colegas conquistados, conhecimento adquirido, projetos, festas e o bar. Viva o bar da faculdade e a reunião com os amigos. Comer batata frita e tomar uma cervejinha no final da aula era muito bom. Ou no meio da aula também, tudo dependia do dia. Atualizar os papos, comentar sobre o que aprendemos, acertar detalhes de trabalhos e falar da vida de cada um. "Como foi o final de semana?" "E o namoro vai bem?" "Conseguiu aquele estágio?" "Tua família como está?" "Aquela festa foi legal?" "Aproveitou a liquidação?" "Vai dizer que ela fez isso?" Quantas conversas, quantos segredos e quantas mudanças. Ao entrar na faculdade muita coisa muda. Acaba a fase de colégio e começa a fase de entender o que o futuro pode te reservar. Finalizei uma fase da minha vida e iniciei outra nesse dia.

Completando os rituais da minha simples e tão importante formatura, voltei para Criciúma dirigindo o carro novo do meu pai. Ele sonhou tanto com esse carro que no início tinha até medo de dirigí-lo. Eu o ligava, eu o levei para o padre benzer (pais católicos e seus ritos sagrados) e eu que o dirigi pela primeira vez. Era um sonho realizado e ele nem acreditava naquilo. "Um carro zero, e meu?" Era mais ou menos isso que passava na sua cabeça. "Para um açogueiro ter as filhas formadas, um carro, uma casa... está muito bom. Quem diria que eu conseguiria isso?". Ele sismou não poder ser nada além do que era. Eita pensamento bobo irritante, mas fazer o que, esse é seu pensamento. Não posso mudá-lo.

Chegando em Criciúma fomos até um restaurante escolhido por mim. Momento único, momento importante onde as pessoas que mais amo estavam presentes. Com a barriga cheia voltamos para casa.

Postando Paulo Coelho

Toda manhã faço aquela visitadinha básica ao blog do Paulo Coelho. Hoje encontrei algo muito interessante e vou postar por aqui. Acredito no que foi dito por ele, pois já tentei fazer algumas coisas para mudar as pessoas ao meu redor. Agora vivo a constante de tentar mudar algumas coisas que sei que atrapalham minha vida. Comecei mudando de cidade, procurando emprego em jornalismo e a luta ainda continua. E assim sempre vai ser. Tomara que eu consiga fazer algo no prazo de vida que Deus me deu.

Vamos ao texto:

Epitáfio de um bispo anglicano (1100 d.C.), na abadia de Westminster:
“Quando eu era jovem e livre, sonhava em mudar o mundo. Na maturidade, descobri que o mundo não mudaria. Então resolvi transformar meu país. Depois de algum esforço, terminei por entender que isto também era impossível. No final de meus anos, procurei mudar minha família, mas eles continuaram a ser como eram. Agora, no leito de morte, descubro que minha missão teria sido mudar a mim mesmo. Se tivesse feito isto, eu seria capaz de transformar minha família. Então, com um pouco de sorte, esta mudança afetaria meu país, e quem sabe, o mundo inteiro”.

Quer comprar um carro? Leia esse post!

A crise não afetou muito você? Tá afim de aproveitar a insenção do IPI? Não liga para os juros altos e tá afim de comprar o carrão da sua vida? Ou o seu primeiro carrinho? Eu ajudo! Não vou dar grana, porque falta para mim, mas vou te indicar um site que pode te auxiliar na análise dos valores que você vai pagar por seu veículo. O site da Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores de Santa Catarina (Fenabre/SC) tem um espaço destinado para você fazer uma consulta de preços. São 4,7 mil carros cadastrados divididos em marcas, modelo e ano. São valores de carro zero e de usadinhos. Vale consultar antes de ir em alguma garagem ou revendedora, boa negociação nessa hora é tudo. Boa sorte!






quinta-feira, 2 de abril de 2009

Nerdiar no trabalho faz bem

Essa matéria é destaque na capa do G1 e merece repercussão minha gente!



Bloquear Orkut e You Tube no ambiente de trabalho não está com nada! Você sabia que dar uma visitadinha básica nesses sites durante o expediente de trabalho faz bem? Isso mesmo senhores responsáveis pelo TI de váááárias empresas. Uma "nerdiadinha" básica pode fazer com que o funcionário renda 9% a mais. Estudo australiano feito pela Universidade de Melbourne comprova essa informação. Segundo o G1, o autor do estudo Brent Coker, do departamento de administração e marketing, afirmou que "navegar na internet por lazer no trabalho", ou Wilb (na sigla em inglês), ajuda a aprimorar a concentração dos empregados. "As pessoas precisam relaxar um pouco para voltarem a se concentrar", disse Coker no site da instituição.



Uma pausinha básica para procurar notícias, compras on-line, jogos, orkut e you tube são as atividades mais populares nesses casos. A pesquisa analisou 300 profissionais que não eram viciados em internet. Eles ficaram em média 20 minutos do seu horário de trabalho utilizando a internet para motivos pessoais. Agora se você não consegue se controlar, claro que o rendimento vai cair. Vale o bom senso né?

Você consegue ficar offline?

Bisbilhotando coisinhas na internet achei esse vídeo postado no site da Revista Galileu. Nele a repórter Paula Sato comenta como está sendo sua experiência de ficar offline por um mês para produzir uma matéria para a revista. Ela não pode usar celular, internet, cartões de crédito, GPS.. enfim "desnerdiar" totalmente.

Você consegue imaginar sua vida sem essas ferramentinhas básicas? Curte o vídeo e comente depois :D

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Mentiras verdadeiras

Pense um pouco: a verdade nem sempre é bem aceita por alguém. Seja por ser dura demais, cruel demais ou o que realmente você não quer ouvir. Geralmente quando algo é desmentido tudo muda e muitas pessoas tem um medo enorme de mudanças. É sempre mais fácil deixar tudo como está não é mesmo? Por isso muitas pessoas vivem mentiras eternas que por serem levadas como verdade até enganam. E pior, enganam quem as vive.

Também existem momentos onde omitir é a melhor opção. Para que criar conflitos desnecessários? Por mais que a verdade tenha que sempre ser dita, omití-la as vezes é realmente a saída. Coisa louca não é? Diplomacia verdadeirística! Dizer ou não dizer a verdade?

Hoje é o dia da mentira, mas na minha opinião a verdade ainda continua sendo a melhor forma de ser leal a alguém. Mas claro que quem a recebe também deve fazer um exercício danado, aprender a absorver tudo como crítica construtiva e não como acusações sem medida. Isso facilita muito a conversa.


Exercício do dia da mentira:

Existem algumas mentiras que eu adoraria que virassem verdade, vocês não? Algumas das minhas são:

- Sei todas as regras da língua portuguesa, sei perfeitamente falar inglês, francês, alemão e espanhol também;

- Não preciso ficar correndo atrás de emprego para me virar, tenho dinheiro suficiente na minha conta bancária para poder fazer só o que gosto sem preocupação com o quanto vou receber por isso;

- Tenho o emprego que sempre quis. Ganho bem e faço o que gosto, o que eu quero mais? (essa é quase verdade, mas faltam alguns ajustes por isso entrou na lista);

- Viva a paz mundial! E não é que o homem aprendeu a respeitar as diferenças, as crenças, as culturas, as opções sexuais, as manias e o jeito de cada um? Adoro essa nova realidade!

- Lembram quando existia fome? Pois é, ainda bem que todos hoje tem o que comer, onde morar, saúde de qualidade, educação, emprego... melhor coisa que aconteceu nos últimos tempos.

- Mulheres e homens são valorizados igualmente no mercado de trabalho sem falar que nós temos mais representantes em vagas importantes na política brasilieira e mundial. Dominamos o mundo!

- AIDS tem cura, cancêr também, aquecimento global foi revertido, o ser humano aprendeu que deve preservar o planeta e parou de ficar procurando outro caso esse acabe. Marte agradece.

- Todos respeitam as leis, ninguém mais usa de violência para nada. Cadeias nem existem mais, só centros de auxilio para pessoas que se perderam um pouco.

- As drogas deixaram de ser epdemia. Elas ainda existem, o pessoal ainda usa, mas ela parou de estragar belas histórias, famílias e vidas. Sem falar que os traficantes também não são mais nenhum problema.

- Cultura e esporte são áreas que ganham muito incentivo de todos. Ser artista, música e atleta hoje é tudo de bom;

- O capitalismo foi reinventado. Nada de ficar passando por cima do outro, ele ficou mais civilizado.

- Crianças hoje brincam na rua, como antigamente. Nada de muito computador, vídeo game e ficar dentro de casa. Viva a infância resgatada!


Existem tantas mentiras boas, tomara que um dia elas virem realidade.