terça-feira, 6 de abril de 2010

Ser legal não é a mesma coisa que dar mole

Você já deve ter ouvido/lido esta frase: sou legal, não estou te dando mole. Sou uma dessas pessoas que seguem este lema. Explico o porquê. Em muitos momentos não sei quando o cara dá em cima de mim, levo tudo na brincadeira e assim sempre foi. Até minha mãe fala isso. Ela diz mais ou menos assim: "Por isso que está sempre sozinha, leva tudo na brincadeira e na amizade". É, mãe sempre tem razão. Mas o estar sozinha também tem outro motivo. E quem disse que estou sozinha? Tá, mas o papo aqui é outro.

Sou a favor do ser legal com alguém que chega em você, mesmo quando você não quer nada com ele ou ela. O motivo é simples: pode não rolar uma paixão ali, mas uma amizade sim. Sem falar que para muitos o fato de chegar em alguém é ultrapassar grandes limites de timidez. Rola todo um processo antes da palavra oi. Análise do alvo, filtro dos assuntos que podem ser abordados, busca por sinais que demonstrem que a pessoa não vai te tratar mal... a primeira abordagem não é simples. Ainda mais quando sabemos que a mulher é quem escolhe a companhia e se ela disser não é não e pronto. Salvo situações onde o cara é tão teimoso que consegue conquistar mostrando que é isso que mais quer na vida. Só que ele só conquistou porque a mulher resolveu dar uma chance. Sabe aquela do mais vale um na mão do que dois voando? E a outra: temos que dar valor a quem nos dá valor? E ainda aquela: você tem que ser mais amada do que amar? São tantas teorias.

Quem não ganha mesmo são os bêbados galantes. Aqueles que ficam mais loucos que o Bozo e vem falar com você. Isso é tiro no pé, principalmente quando a menina não esta na mesma vibe que o cara. Tratar mal pode ser a única saída nesses casos, pedir a ajuda de algum amigo também vale. Eu prefiro fugir do bêbado inconveniente e ainda rir das investidas que ele dá em outras meninas na balada. Quando consegue alguém mesmo é risada na certa.

Observo em muitas situações meninas sendo esnobes e nem dando chance para o cara falar alguma coisa. Depois nós reclamamos que os caras não chegam. Claro, a situação é simples: depois de vários foras grosseiros o medo de chegar em alguém só aumenta.

6 comentários:

Luiz disse...

Penso assim, se você deixa claro desde o princípio que não vai rolar, o cara pode escolher bater papo e rolar uma amizade. Mas ficar dando esperança pro infeliz, e depois quando apareceu coisa melhor dizer pro cara que "é legal" e partir correndo pro outro é coisa de piranha. Se não quer, diz logo que não quer. Com sinceridade, rola amizade.

Magalices disse...

Concordo. Mas o ser legal aqui é pelo menos responder o oi do cara e não simplesmente fazer cara de esnobe. Não é enrolar o cara a noite toda, é ser legal e depois de um tempo dizer algo assim: olha tenho que ir ali falar com uma amiga. Para meio entendedor essas palavras bastam.

João disse...

OI Magali. Texto bacana. Quando aparecer o homem certo da sua vida você vai sentir.

Gabriela Rosso disse...

Olá!

Concordo plenamente com você! Educação SEMPRE! A maioria das meninas tem mania de ignorar o cara simplesmente por não gostar da aparência dele ou algo do gênero, porém nestas atitudes ela pode estar perdendo a oportunidade de conhecer uma pessoa bacana.
Bjo

Luiz disse...

Sim, sim. Educação SEMPRE! Isso ae.

gilsonresende disse...

Oi Magali sou o @resende100..
achei legal o seu texto, e concordo com vc por isso que quando saio fico na minha converso com amigos bebo algo mas não fico dando em cima das mulheres por isso, as vezes quer dizer quase sempre, elas nem querem bater um papo legal, tudo começa com uma boa conversa.. Talvez possa ser o homem da sua vida mas se não pelo menos abrir a boca fica difícil.. né.. mas estamos ai, quer dizer estou aqui.. qualquer coisa...
bjss