sábado, 1 de janeiro de 2011

2011 começou na beira do mar

O ano começou do jeito que gosto: na beira do mar.

Meu ano só começa perfeito se eu estiver perto dele, do mar. Pular sete ondas é só um pretexto. Estourar um espumante também. Na verdade ele pode virar um problema quando você resolve abrir a garrafa antes da hora e sem querer. Isso pode piorar quando a rolha acerta o ombro esquerdo de alguém que está na sua frente. Ainda bem que a rolha não foi direto no nariz do cara.

O reveillon é a minha data preferida do ano e estar perto do mar é estar mais perto de Deus. Com os pés na água eu posso agradecer tudo o que aconteceu na minha vida e pedir para que tudo dê certo no ano que está começando. Pedir que o ano seja bom também para meus amigos e minha família. O mar é poderoso assim como eu imagino que Deus seja. Sem falar que você nunca está no mar sozinha. Tem amigos, família, amores... é tudo de bom.

SABE O QUE É TUDO DE BOM TAMBÉM? DEIXAR A PRAIA LIMPA.
Nesse reveillon fiquei surpresa com a quantidade de lixo na faixa de areia da praia de Itapema depois da virada. Também fiquei surpresa com a indiferença das pessoas ao passar por tanto lixo. Algumas pessoas até tentaram utilizar as lixeiras que ficam ao logo da faixa de areia, mas elas não eram suficientes. Outros foram acomodados por saber que a prefeitura faria a limpeza no dia seguinte. Mesmo assim, essa paisagem não combina com a vibe das primeiras horas do ano. Não combina mesmo...

Nenhum comentário: