sexta-feira, 1 de abril de 2011

Pegaaaa na mentira

Enfim, quem nunca sofreu quando descobriu uma mentira? Tem algumas que machucam muito, outras apenas são ditas para amenizar alguma situação e outras são tão bestas que caem no esquecimento. Sim, as mentiras mais insignificantes de alguns insignificantes não são lembradas depois de um tempo. Foi isso que concluí quando perguntei para algumas amigas e elas não lembraram. Ou será que elas perdoaram as mentiras? 



Fui obrigada a comentar isso no Facebook e a Ariela Grubert fez um ótimo comentário "Acho que o lance não é nem perdoar ou não lembrar, é fazer questão de esquecer! (o que não deveria, pra não cair na mesma mentira depois)".  Fica o recado aí pra você. Agora vamos ler algumas das mentiras que os caras já contaram por aí e que não foram esquecidas.

A S.S. hoje é noiva e super feliz. Mas no início do namoro, o noivo mentiu para amenizar uma situação. "Na terceira vez que a gente ficou, marcamos de nos encontrar no Aotearoa (um bar bem lindo que existia em Criciúma/SC). O noivo estava sem carro e chegou atrasado. No dia (e até início deste ano) ele me contava que tinha ido de carona com um amigo. Porém, neste dia, apareceram duas amigas dele (uma meia hora depois que a gente estava lá) e eu fui apresentada para elas. No começo do ano, eu descobri que quem o levou tinham sido elas e ele mandou que elas ficassem no carro uma meia hora para não dar bandeira e para eu não ter ciúmes. As caras de pau ainda vieram me cumprimentar aquele dia como se estivessem chegando naquela hora."

Já tem cara mais sacana e a F. G. encontrou um desses. O cara tem 37 anos e a história durou pouco tempo. "Ele ficou um dia sem ligar, pra quem era acostumado a ligar duas vezes por dia, e varias mensagens foi estranho. Liguei no outro dia várias vezes e ele não atendia. Um dia depois ele manda apenas uma mensagem dizendo que tinha que sumir por uma semana porque tinha que resolver problema de família e depois de resolver tudo ele ligaria. E que não podia nem mandar mensagem nesse meio tempo. Desconfiei que tinha algo e larguei de mão. Moral da história: Depois de três dias fui saber que ele já estava com outra".


A M. S. também conheceu um malandro mentiroso. "Meu ex saia da minha casa nas sextas de frio e inverno 1h40min dizendo que iria pra casa e ia pra 1051 (casa noturna em Criciúma/SC). Ainda batia foto e dizia que era montagem. Mentia tanto pra ele que até ele acreditava.

O ex da J. P. G. também era um mentiroso. E pra piorar era um galinha. "Namorava a uns seis meses e achava que estava tudo certo, que ele gostava muito de mim e saiamos juntos sempre. Comecei a desconfiar dele depois de uns cinco meses juntos, achando que ele saia e me traia. Ate que terminamos. Um ano depois eu descubro por uma pessoa na faculdade que ele me traia com uma guria no estacionamento da faculdade. Ele dizia que ia embora da faculdade, que iria no bar... eu achava normal né. Quando fui saber ele me traiu varias vezes com a mesma guria e no estacionamento.

Achou o ex da Julia cara de pau? Ele não chega perto do gatinho de réveillon da C. D.. Mas ela desconfiou que tinha algo errado já no inicio. "Eu conheci o cara no réveillon, já conhecia de vista por amigos em comum. Lá acabamos ficando e desde a primeira vez ele foi "todo querido" com milhões de elogios, dizendo que eu era a "mulher da vida dele", que queria namorar... etc. e tal. Falava coisas que ele ACHAVA que toda mulher gostaria de ouvir. Só que obvio que eu não acreditei porque ninguém se apaixona assim em dois, três dias. Isso foi no Rosa, e ele falou que chegando em Floripa me ligaria para sairmos antes dele voltar para a cidade dele, pois não estava mais morando aqui. Não só não ligou como quando cheguei aqui vi no face dele e tava como atividade recente em um relacionamento serio. Resolvi aparecer no local que ele disse que me levaria e lá estava ele com a namorada. Eu ri né. Fiquei impressionada com tanta falsidade. Ele ainda teve a audácia de mandar uma mensagem dizendo que como eu não o quis resolveu seguir a vida dele e que queria ser meu amigo ainda. O pior foi ele espalhar para os amigos dele (e meus) que transamos. E não, não transamos".

Bom vou parar com as mentiras por aqui, isso rende muito texto. Eu mesma já cai em varias. Afinal, eita espécie que gosta de mentir. Sim, falo do sexto oposto, o masculino... aquele que infelizmente não conseguimos ficar sem. 

Nenhum comentário: