quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Música de quinta: Eliza Doolittle - Shinny Genes

Ela é inglesa, tem 22 anos e é a sensação pop do momento na terra da rainha. Falo da Eliza Doolittle. Ela está arrasando com o seu primeiro álbum, que leva seu nome. Eliza faz um som suingado, um soul pop super alto astral que combina, e muito, com o verão. 


sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Droga, ela cresceu!

Tudo bem, nem eu e nem minha irmã mais nova somos tão novas assim. Só que o anuncio de noivado dela me fez pensar: "Droga, minha irmãzinha vai casar". Isso não significa que estou triste, nem que eu não goste do meu cunhado, mas dá uma dorzinha por pensar que minha irmãnzinha cresceu. Saudade dos tempos de criança, dos tempos de ter que falar com ela com jeitinho quando ela acordava assustada no meio da noite, saudade de levar bronca porque minha irmã nunca recebia puxão de orelha na escola, saudade dela me infernizando, saudade e saudade. O tempo passa rápido demais.

Lembro de quando ela me apresentou o primeiro namorado. Foi muito antes dos 18 anos, ela quase me enganou quando disse que não namoraria antes deles. Confesso: sempre fui uma cunhada chatinha. "Que negócio é esse de ficar beijando minha irmã?" Afinal de contas eu sou a mais velha e tenho que cuidar. O pior vai ser eu ter que dançar descalça no casamento. Segundo uma superstição, quando a irmã mais nova casa antes da irmã mais velha, a mais velha tem que dançar descalça no dia do casamento. Se eu não fizer isso, posso não encontrar um marido! Melhor garantir. E se até lá eu não encontrar um gatinho para me fazer companhia e para mostrar aos tios e tias que não estou tão encalhada como eles pensam, posso fazer como a personagem do filme Muito Bem Acompanhada. No final posso me dar bem.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Música de quinta: Travie McCoy We'll Be Alright

A música Billionaire deu o ponta pé inicial na carreira solo do rostinho mais conhecido do Gym Class Heroes, um grupo de rap americano. Lembra da música Cupid`s Chokehold / Breakfast in America? É do Gym e a Katy Perry, namorada do Travis na época, participa do videoclipe.

Em 2010 Travis MCCoy lançou um álbum chamado Lazarus. Antes disso ele fez muitas parcerias, com Tyga, Fall Out Boy e Kelly Rowland por exemplo. E hoje a música de quinta é dele. Ela faz parte desse primeiro trabalho solo e tem a cara do verão. Você vai ouvir o som e pensar: Hei já ouvi isso antes? E já ouviu mesmo, na verdade ouviu algo parecido. A base usada pelo McCoy é a mesma da música Alright do Supergrass. 



Quer saber mais sobre o cara? Clique aqui, isso aqui. Ou ali. Aqui também vale.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Afinal o que querem os jovens de hoje?

Encontrei esse vídeo na internet e achei muito legal. Resolvi dividir com vocês.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Amy veio, mas não estava tão presente assim


Depois de muitos barracos, abuso de drogas e de quase bater as botas duas vezes por causa delas, Amy decidiu para de dizer não ao rehabForam dois anos sem fazer grandes shows até ela aceitar vir ao Brasil. O show em Floripa foi o primeiro da turnê e fãs do país inteiro foram conferir o que ela poderia aprontar no Summer Soul Festival. 



Se você era do grupo de pessoas que esperavam barracos, socos em fã, bebedeira no palco seguida por um tombinho básico ficou sem isso. Amy foi pontual, apareceu comportada num vestidinho claro e com a voz em dia. Sem falar que a moça tomou água, isso mesmo água, durante todo o show. O que foi comemorado com o grito de gol a cada gole. (No show do Rio as garrafas d'água deram lugar as de cerveja.) 




O show também não foi tão maravilhoso assim. Ela esqueceu letras, cantou pouco mais de uma hora, saiu duas vezes do palco e sua banda cantou três músicas das dez que ela apresentou. Amy parecia estar num mundinho só dela, parecia frágil, parecia que estava perdida ali no meio do palco. Mas bastou ela começar a cantar para que todos entendessem o porquê dela estar ali. Agora é esperar para ver o que acontece nos próximos shows da Amy no Brasil e torcer para que o próximo álbum saia esse ano.

Ela roubou a cena

Quem roubou a cena foi Janelle Monáe ao mostrar ser dona de uma maravilhosa voz, ter uma ótima presença de palco e dançar muito. Não é a toa que a moça é considerada uma das grandes revelações da música em 2010. Nem o topete resistiu a isso tudo.




Eu prefiro o Mayer

Mayer Hawthorne foi o primeiro a subir no palco. O nerd do soul foi quem mais interagiu com o público ao pedir palminhas e ensinar passinhos. Ele realmente botou a galera pra dançar com suas musicas e alguns coovers. Quem resiste a música Beautiful do Snoop Dog?
 



terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Em ritmo de Amy Winehouse


Hoje rolou um especial Amy Winehouse no Na Pilha. O maquiador da TV se puxou e fez isso aí ó. Me deixou no estilo Amy de ser. Só pra lembrar a moça faz show no dia oito de janeiro em Florianópolis. Vai ser o show que abrirá a turnê brasileira da cantora. Pra completar a festa Jannelle Monáe e o (cantor, produtor, compositor, arranjador, engenheiro de som, DJ, rapper e multi-instrumentistaMayer Hawthorne abrirão o show.

Se tudo der certo estarei lá. Basta ela autorizar. Dizem por aí que ela vai ser a responsável pela escolha de quem vai cobrir o show dela. Me escolhe Amy! Quero te ver cantar Valerie!

sábado, 1 de janeiro de 2011

2011 começou na beira do mar

O ano começou do jeito que gosto: na beira do mar.

Meu ano só começa perfeito se eu estiver perto dele, do mar. Pular sete ondas é só um pretexto. Estourar um espumante também. Na verdade ele pode virar um problema quando você resolve abrir a garrafa antes da hora e sem querer. Isso pode piorar quando a rolha acerta o ombro esquerdo de alguém que está na sua frente. Ainda bem que a rolha não foi direto no nariz do cara.

O reveillon é a minha data preferida do ano e estar perto do mar é estar mais perto de Deus. Com os pés na água eu posso agradecer tudo o que aconteceu na minha vida e pedir para que tudo dê certo no ano que está começando. Pedir que o ano seja bom também para meus amigos e minha família. O mar é poderoso assim como eu imagino que Deus seja. Sem falar que você nunca está no mar sozinha. Tem amigos, família, amores... é tudo de bom.

SABE O QUE É TUDO DE BOM TAMBÉM? DEIXAR A PRAIA LIMPA.
Nesse reveillon fiquei surpresa com a quantidade de lixo na faixa de areia da praia de Itapema depois da virada. Também fiquei surpresa com a indiferença das pessoas ao passar por tanto lixo. Algumas pessoas até tentaram utilizar as lixeiras que ficam ao logo da faixa de areia, mas elas não eram suficientes. Outros foram acomodados por saber que a prefeitura faria a limpeza no dia seguinte. Mesmo assim, essa paisagem não combina com a vibe das primeiras horas do ano. Não combina mesmo...